Reencontro

te-perdi-agora-vivo-de-SONHOSVocê. Mais uma vez você. E quando eu quase já nem me lembrava de sua existência. Apareceu no lugar mais improvável para te encontrar. Te vi ali e incrivelmente, mesmo depois de três anos, meu coração bateu mais forte.

Foi meio estranho não conseguir me controlar. Afinal, já faz tanto tempo, né? Achei que já não sentia mais nada por você. Aliás, já tinha certeza disso. Mas comigo as coisas nunca são tão fáceis assim.

Fiquei tão chocada em te ver que nem percebi quando você se aproximou.

— Fabiana! Quanto tempo! Você está bem?

Sim, era comigo que você estava falando. Com três anos a mais o seu sorriso conseguia estar ainda mais sedutor. E o brilho de seus olhos castanhos ainda me causava tontura.

—Oi… – foi apenas o que consegui dizer com uma voz que custou a sair. Será que você ainda se lembrava de tudo o que aconteceu?

—O que faz por aqui?

Cheguei a pensar numa resposta verdadeira, mas reparei que você mudou o corte de cabelo. O vento também me fez perceber que seu perfume ainda era aquele que eu adorava.

—Estou só de passagem – menti. Mas não era assim que eu queria um diálogo com você. Mesmo depois de tanto tempo, percebi que ainda havia uma esperança em meu coração. Bolei uma pergunta legal para engatar uma conversa interessante. Mas me detive quando bati os olhos em suas mãos.

No dedo anelar da mão direita, uma aliança dourada refletia o sol do meio dia. Me peguei pensando em que outra mão estaria o seu par. Não pude conter o desejo de que fosse a minha. Continuei ali com aquela cara de idiota olhando para o seu sorriso e seus olhos estonteantes.

—Tenho que ir, Tchau. Foi bom te rever, Fabi!

—Thc.. Tchau… Foi ótimo te ver também!

Você passou por mim, deixando-me ali, de olhos fechados ao sentir seu perfume novamente. E eu te deixei escapar. Sem nem um “espera!” ou qualquer coisa parecida com cenas de filmes. Mais uma vez você se foi e eu não fiz absolutamente nada para te impedir.

Bruna Paiva

 

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

 

Novas Capas de “Quem é você Alasca?”

As capas novas: da esquerda para a direita, "Brochura", "Capa Leitor" e "Quadrinhos"

As capas novas: da esquerda para a direita, “Brochura”, “Capa Leitor” e “Quadrinhos”

Um dos meus livros preferidos é “Quem é você Alasca?” do John Green. Essa foi a primeira obra publicada pelo autor. E, em 2010, foi lançada no Brasil pela Editora Martins Fontes. Porém, em maio de 2014 a editora Intrínseca, que tem os direitos de todos os outros livros de Green, conseguiu o direito de “Quem é Você, Alasca?”

A edição nova, pela Intrínseca, será lançada em Setembro. E como forma de despedida, a Martins Fontes, antiga editora, lançou, neste mês de Agosto, capas e edições diferentes de “Quem é você Alasca?”. E eu amei as capas novas! Fiquei com vontade de comprar todos!

A que eu mais gostei foi a edição “Capa Leitor”, que foi escolhida em uma votação pelos próprios leitores. Além dessa, tem edição “Quadrinhos”, edição “Brochura” e uma versão em capa dura da antiga edição que era ilustrada por uma flor branca num fundo preto.

E você, de qual versão gostou mais? Já leu “Quem é Você, Alasca?”? Confira a resenha que fiz no blog clicando aqui.

Beijos

Bruna Paiva

 

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Amor de Fã

Fã admira, se dedica, faz esforço, sente de verdade e não quer nada em troca. Fã faz loucuras pelo ídolo e a única recompensa com que sonha é um dia poder falar pessoalmente o quanto o admira. Eu, pelo menos, sempre fui assim com minha trilogia Jonas Brothers, Fiuk e Restart.

 

Minha Selfie com o Joe!

Minha Selfie com o Joe!

Muitos classificam como loucura, besteira, idiotice, doença e fazem até mesmo comentários mais agressivos. Mas eu sempre defini como amor. Sempre vi o sentimento de um fã como um dos mais puros que existem.

Quem me conhece sabe que desde bem novinha eu assumo ser completamente apaixonada por meus ídolos. Aos onze anos descobri o que era ser fã de verdade, fã de carteirinha, que faz as maiores loucuras pelo ídolo…

Desde então, não parei mais. Sempre fui daquelas que passam horas na fila cantando e fazendo amigos. Procurava saber todos os dados de cada um de meus ídolos, desde data de aniversário até os menos relevantes, como o peso com que cada um nasceu… E sempre achei lindo ver um ídolo dar carinho e atenção ao seu fã.

No último fim de semana, tive a oportunidade de ficar frente a frente com o meu primeiro ídolo: Joe Jonas, o vocalista da antiga banda Jonas Brothers. Aquele que me ensinou como funcionava esse negócio de fanatismo, o que era sentir esse amor todo… E aquele por quem eu continuo apaixonada, é claro.

Na última semana, o Joe Jonas veio para o Brasil para a inauguração da loja da John John, uma grife internacional. Depois, foi promovido um Meet & Greet com ele, mas o preço de uma foto com meu ídolo estava entre $150 e $200. Eu não tinha esse dinheiro, ainda mais do dia pra noite, como foi anunciado.

Mas, como em cinco anos de fanatismo nunca havia chegado perto de meu ídolo, eu precisava dar um jeito de vê-lo. Implorei aos meus pais que me levassem até o Hotel Fasano, em Ipanema. Fiz beicinho, promessas, apelei pro lado emocional… Nessas horas fã tem que usar todo tipo de arma!

Eles, que sempre me ajudaram em minhas loucuras, mesmo meio contra vontade me levaram ao local. Chegamos lá às 18h de sábado.

Já na porta do hotel, depois de mais ou menos uma hora de espera, meus queridos pais começaram a se estressar. “Filha, ele não vai vir falar com vocês. Vamos embora!” Eu reuni todo o amor ao Joe em lágrimas, fiz um pequeno drama, mais beicinho e pedi “só mais quinze minutos?” Ficamos quatro horas na porta do Fasano.

Quando o Joe apareceu, a cinco metros de mim, eu, que estava absolutamente controlada, não consegui conter a emoção. As lágrimas simplesmente rolaram sem nem pedir permissão. Eu tremia dos pés a cabeça. E então ele chegou mais pertinho, só uma grade e minha mão estendida nos separavam.

Com um “Hi” e um “Thank you, I love you so much”, usando menos o meu inglês do que eu gostaria, consegui me comunicar com Joe Jonas. Ganhei um autógrafo, a tão desejada Selfie , um “Thank you” e um sorriso que não teve preço. Ele usou minha caneta para autografar para outras meninas e, no fim, voltou até mim e disse “Here’s your pen!” Quase Morri!

É estranho definir o que uma fã sente num momento como este. A gente passa a vida se dedicando absurdamente, vota em todas as premiações, compra todos os CD’s, DVD’s, revistas, enche a parede de posters, liga pra rádios para pedir música… Tudo isso para alguém que não faz nem ideia da sua existência. Mas quando esse cara, mesmo que por dois segundos, nota sua presença, seu carinho por ele… É emocionante.

Seja qual for o seu ídolo, eu espero que um dia você consiga viver todas as emoções que os meus ídolos já me proporcionaram. Espero que você sinta aquela tremedeira e não consiga parar de chorar depois. Espero que você chegue perto dele e, mesmo gaguejando em meio às lágrimas, diga o quanto o ama, e como sonhou com aquele momento. Espero que ele sorria para você e agradeça a dedicação. Porque a sensação é inexplicável…

E é a melhor recompensa para esse amor tão grande e verdadeiro que existe em nós, simplesmente Fãs.

Bruna Paiva

 

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Manhã de Autógrafos e Matéria sobre o Blog no Jornal!

P1190204 ACORDEI COM MINHA FOTO NO JORNAL! Neste domingo (24/08) o jornal Meia Hora publicou uma matéria falando sobre o Adolescente Demais e anunciando a minha manhã de autógrafos, no Palácio do Catete. Na verdade, foi um encontro entre amigos, onde autografei os dois livros da Editora Andross em que publiquei meus primeiros contos.

Na matéria, da Karina Fernandes, ela conta um pouco da história do blog, como tudo começou, como estão as coisas agora e também fala sobre os meus livros. Foi muito legal ver o blog e meu trabalho virando notícia em um jornal de grande circulação.

O encontro foi super bacana. Adorei dar mais autógrafos, distribuir meus marcadores e ouvir gente elogiando meus textos… Queria deixar um super beijo aos amigos que compareceram e a todos que frequentam o blog e curtem os meus textos. Sentir o apoio de quem gosta da gente é maravilhoso nessas horas…

Beijos

Bruna Paiva

 

Quem não pôde ir,confira como foi nas fotos abaixo!

P1190208SAM_9356P1190212SAM_9359WP_20140824_008P1190215WP_20140824_031

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

 

 

Escuridão: medo e tensão que prendem do início ao fim

Você já passou por uma vitrine e por puro impulso entrou na loja para comprar? Alma o fez. Passando pela vitrine de uma papelaria  a jovem de 17 anos viu um caderno roxo e então sentiu uma necessidade de tê-lo para si.

escuridaoO que Alma não imaginava era que esse caderno seria a plataforma para narrar, com sua própria letra, os acontecimentos mais macabros da cidade, antes que eles acontecessem de fato. Só que ela não se lembra de ter escrito nada.

Essa é a base da história de Escuridão, da Elena P. Melodia. A escritora italiana consegue prender a atenção do leitor pelo medo e mistérios envolvidos na história. Escuridão é o primeiro livro de uma trilogia, seguido por “Sombra” e “Luz”, lançada no Brasil pelo selo  Suma de Letras.

É o tipo de livro que você não consegue largar depois que começa. A história bizarra de Alma e suas três amigas ( Ágatha, Naomi e Seline) envolve mistérios policiais e sobrenaturais ao mesmo tempo.

Ela precisa descobrir o que há de errado com ela, que narra as tragédias da cidade em seu caderno enquanto dorme, e qual a ligação de seu amigo Morgan com isso tudo. Já que ele, parece saber de alguma coisa que ela não sabe em relação ao que está acontecendo.

A narração, em primeira pessoa, faz com que o leitor sinta exatamente o que Alma passa. O medo, a angústia e a agonia tomaram conta de mim durante a leitura.

O que achei mais estranho é que comprei o livro na mesma situação que Alma comprou seu caderno roxo. Olhei na vitrine, gostei da cara dele, estava barato e comprei sem nem pensar muito. Esquisito, né? Confesso que bateu um certo medo depois que comecei a ler a história… Mas a tensão do livro foi o que me conquistou. Adorei Escuridão e já estou louca para ler a continuação.

Bruna Paiva

Não esqueça de curtir a página do blog no Facebook e seguir no Twitter: @ADemaisblog !!

Secret: a febre dos segredos revelados

 

Segredo

Secret. Você sabe do que eu estou falando? Não, não é apenas a tradução inglesa para a palavra segredo. Secret é um aplicativo no qual qualquer pessoa que tenha uma conta, pode postar mensagens anônimas.

Há três meses o secret foi lançado no Brasil. Mas, pelo menos na minha escola, só explodiu há pouco mais de uma semana. E quando eu digo “explodiu” é quase no sentido literal da palavra…

De  um dia para o outro, simplesmente não se falava em outra coisa. Às 7 da manhã de uma quinta feira, quando eu cheguei à escola, fui surpreendida por todos comentando e compartilhando o que leram no novo espalhador de segredos.

O projeto inicial do aplicativo era de que pessoas tímidas contassem com a ajuda do Secret para falar o que tinham vergonha. Porém, o anonimato tem levado a coisa para um lado bem mais complicado, pra falar a verdade, um lado sujo.

O que tem acontecido é que a plataforma virou um lugar onde todos contam ou inventam coisas sobre a vida alheia. Difamando as pessoas, contando segredos íntimos, inventando mentiras, e, o que me parece pior, espalhando fotos que não deveriam ser espalhadas. Se é que me entendem…

Entre os que me cercam, e muita gente na internet, o Secret é a nova moda. Mas a única coisa que este aplicativo tem me provocado é nojo. Tenho uma real aversão a esse espaço onde se fazem verdadeiras maldades com quem não pode se defender.

Imaginem-se no lugar de quem está tendo todos seus segredos revelados. Imaginem-se lendo algo extremamente íntimo sobre vocês em uma plataforma ao alcance de todo o mundo…

“Fulaninha fez isso, isso e isso com fulaninho” ou “ Fulaninho, enquanto você está em casa, olha o que sua namorada faz com outro”,  acompanhado de fotos. Imagens íntimas de meninas à disposição de todos.

Deve ser bem legal, não? Muito engraçado. Imagina  uma foto sua sem roupa sendo espalhada para quem quiser ver na internet.

“Ah, mas essa é a graça do app, Bruna. Quem não deve não teme e não vai parar no Secret…”.Mas que argumento babaca hein? Eu sinceramente duvido da existência de alguém que não possua segredos inconfessáveis. Segredos que cabem apenas a nós mesmas decidir se dividiremos ou não com alguém.

Existe um artigo na Constituição Brasileira que diz que é livre a manifestação de pensamento desde que não seja feita de forma anônima. Mas o problema não se resume a infringir uma lei federal. O que me assusta é a falta de caráter. Falta de respeito para com o próximo. Isso sem falar na falta de responsabilidade, é claro.

Quantas meninas já acabaram com a própria vida depois de seus segredos pararem na internet? Quantas não aguentaram a barra de ter fotos íntimas espalhadas por aí? Se você nunca soube de nada parecido, faça uma busca sobre o caso da brasileira Júlia Rebeca ou o da canadense Amanda Todd. São apenas dois exemplos do que essa “brincadeira” pode causar.

Na boa? Isso não tem graça nenhuma. Não é engraçado quando só um ri. E é menos engraçado ainda quando para muitos rirem um  precisa sofrer… E, sinceramente? Ninguém tem direito de espalhar segredos alheios porque julga que as atitudes das outras pessoas são erradas.

Cada um faz o que quer de sua própria vida. E os outros não têm nada a ver com isso. Portanto, antes de postar qualquer coisa sobre alguém no Secret, Whatsapp, Facebook, Twitter, enfim, para o mundo, pense. Pense duas vezes, três, quatro e de preferência, depois de pensar pela décima vez, guarde o segredo para você…

Bruna Paiva

Siga @ADmaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Quanto Tempo?

Quantotempo

 

Quanto tempo faz que o tempo já não para,

Que a gente não se fala

E a vida nem se abala?

 

Quanto tempo faz que a gente não se ama,

Que já tá fria a cama?

Que a gente só se engana,

E o coração reclama?

 

Quanto tempo faz que você não me espera,

Que você nem se importa,

Que a gente não se intera?

 

Quanto tempo faz que isso já dói na alma,

Que isso me tira a calma,

Que já tá tudo errado

E isso me faz chorar?

 

E quanto tempo mais isso vai demorar até se resolver?

De quanto tempo mais você vai precisar,

Até você cansar

De me fazer sofrer?

 

Bruna Paiva

Livros Em Pauta!!

75a9e831-6bf9-499e-a498-87ddd1b2e183_jpeg

Com o Edson Rossato e a Helena Gomes!

Ontem, dia 9 de agosto, passei o dia em São Paulo no tão esperado Livros Em Pauta, tradicional evento literário da Editora Andross. Lá, participei do lançamento dos livros da editora para temporada 2014. Publiquei dois contos em duas antologias diferentes. E o evento não poderia ter sido melhor!!! Foi um dia maravilhoso e que, com toda a certeza, já está marcado em minha memória para sempre.

Ao longo do evento aconteceram simultaneamente várias palestras super interessantes. Eu assisti às da Helena Gomes sobre como escrever para o público juvenil; à do Edson Rossatto sobre a história da Andross e suas antologias; à do Leandro Schulai sobre como um autor deve se posicionar no mercado; e a uma outra sobre blogs com a Milena Cherubim (Memories Of The Angel) e o Danilo Leonardi do Cabine Literária ( e me arrependi profundamente de não ter tirado uma foto com ele).

Conheci vários autores e blogueiros de diferentes lugares do país e tive a oportunidade de conversar com muita gente boa.

Depois do lançamento oficial das sete antologias, todos os autores trocaram autógrafos em seus livros. E foi muito bom. Nunca tinha dado um autógrafo na vida hahaha. Achei o máximo conhecer tanta gente legal num só dia. Escrevi dedicatórias em um monte de livros e distribuí marcadores de livros divulgando o Adolescente Demais..

Meus pais, como sempre, estavam lá me dando o maior apoio e eu adorei ver o orgulho nos olhos deles. Espero que esse tenha sido apenas o primeiro passo de muitos. Estou muuito feliz e não poderia ser diferente. Mais uma vez só tenho a agradecer à Andross e todo o cuidado e atenção que eles têm com os seus autores. A oportunidade foi maravilhosa e eu ainda estou curtindo muito meu momento escritora aqui no Rio.

75a9e831-6bf9-499e-a498-87ddd1b2e183_jpeg(1)

Com o Leandro Schulai, Lara Luft e Davi Paiva!

Aliás, se alguém quiser algum dos livros em que publiquei meus textos, pode comprar direto comigo, a preço de custo e direito a dedicatória! Estamos vendendo as duas antologias: “Amor Nas Entrelinhas” e “Aquarela”. Cada uma sai por R$ 19,90 (mais o valor do frete) e vocês podem pedir pelo e-mail contato@adolescentedemais.com.br.

Bruna Paiva

Porto Seguro

FOTO-Artigo-com-foto-300x199Vem aqui. Vem e me abraça o mais forte que conseguir. Deixa eu chorar no teu ombro enquanto você me conforta sem me perguntar o que houve. Juro que não foi nada. Não precisa se preocupar. É só o pranto acumulado por tudo o que tenho guardado para mim.

Não me pergunta nada, só me envolve em seus braços e faz essa angústia passar como só você sabe fazer. Enquanto meu coração desaperta, faz eu me sentir segura. Faz eu sentir que tenho para onde correr, aonde chorar e ter consolo sem ter que explicar o que nem eu sei entender.

Diz que eu posso contar com você enquanto olha no meu olho e me beija no rosto. Fala pra eu correr pra você sempre que precisar de colo. Me abraça apertado de novo e diz que, o que quer que seja, vai passar. Diz que vai ficar tudo bem.

Deixa eu chorar até ficar com dor de cabeça. E depois fala alguma coisa engraçada com a qual eu consiga esboçar um sorriso que destoe dos olhos vermelhos. Minta dizendo que eu estou linda, mesmo quando estou com o rosto inchado.

Limpa minhas lágrimas enquanto eu sorrio e te agradeço por tudo. Muda de assunto, conversa comigo sobre meus programas de TV favoritos, sobre qualquer outra coisa até ter certeza de que estou melhor.

E aí, levanta, diz que precisa ir. Me dá um beijo na testa, um abraço apertado e fala pra eu me cuidar e te ligar em qualquer sinal de tristeza.

Me deixa ali, sorrindo, revivendo seu abraço enquanto me dou conta de como você fez falta nos últimos tempos. Percebendo que, sim, você se importa e eu não estou sozinha…

E da próxima vez que essa angústia tentar me sufocar, eu não hesitarei em te procurar. Só me prometa que meu porto seguro vai estar lá mais uma vez…

Bruna Paiva

Meu Queridoooo, não dá para deixar de assistir

13a0c9a7-923c-427d-b6fd-5535be09a35d_jpeg(1)

No último final de semana tive o maior prazer de assistir à peça “Meu Queridoooo” , Stand Up do viner Victor Meyniel. E sinceramente? A-D-O-R-E-I!! Não dá pra definir de outro jeito.

E o que eu mais gostei foi a simplicidade e a simpatia do Victor. Nas duas vezes em que fui falar com ele e pedir uma foto, antes e depois da peça, ele foi absurdamente simpático comigo e com minha amiga.

Confesso que tinha um grande receio de que ele fosse metido, mas me surpreendi de verdade com o jeito dele. Super humilde, em menos de cinco minutos que ficamos junto com ele, o Victor conseguiu deixar uma impressão maravilhosa e eu e minha amiga maravilhadas.

Como minha amiga resolveu sair cedo demais de casa, acabamos chegando ao teatro quase duas horas antes da peça. Nossa pressa pelo menos serviu para encontrarmos como Victor chegando no teatro, sim, chegamos 1 hora antes do próprio ator…

Quando fomos falar com ele, fomos surpreendidas por um adolescente completamente normal e super despachado, bem diferente do garoto metido que temíamos. Ele tirou fotos, fez piada, conversou com a gente e depois, quando passou por nós para entrar no teatro, ainda falou conosco de novo.

No fim da peça, mesmo estando com pressa, o Victor tirou mais fotos e conversou mais um pouco com a gente. E ele ainda veio se despedir da gente antes de ir embora. No final até demos chocolate para ele hahaha.

Pra quem não conhece, o Victor Meyniel faz o maior sucesso numa rede social chamada Vine. No Vine, dá para postar vídeos curtos, e 6 a 7 segundos e alguns atores são bem conhecidos por lá. O Victor é um dos Viners mais conhecidos, e um dos que eu mais curto também.

Na peça, “Meu Queridoooo”, ele interpreta alguns de seus personagens conhecidos lá no vine, como a Mãe e o Professor Bipolar. É o tipo de peça em que você ri do início ao fim. Ele consegue prender o público e fala de coisas engraçadas da realidade dos adolescentes, até porque ele tem 16 anos. E acreditem, a única parte ruim é que acaba rápido…

É tão bom que a temporada do Stand Up foi prorrogada até setembro!! No teatro Leblon todos os fins de semana, Sábado às 19h e Domingo às 18h. É um programa do qual vocês não vão se arrepender…

Bruna Paiva