Amor de Fã

Fã admira, se dedica, faz esforço, sente de verdade e não quer nada em troca. Fã faz loucuras pelo ídolo e a única recompensa com que sonha é um dia poder falar pessoalmente o quanto o admira. Eu, pelo menos, sempre fui assim com minha trilogia Jonas Brothers, Fiuk e Restart.

 

Minha Selfie com o Joe!

Minha Selfie com o Joe!

Muitos classificam como loucura, besteira, idiotice, doença e fazem até mesmo comentários mais agressivos. Mas eu sempre defini como amor. Sempre vi o sentimento de um fã como um dos mais puros que existem.

Quem me conhece sabe que desde bem novinha eu assumo ser completamente apaixonada por meus ídolos. Aos onze anos descobri o que era ser fã de verdade, fã de carteirinha, que faz as maiores loucuras pelo ídolo…

Desde então, não parei mais. Sempre fui daquelas que passam horas na fila cantando e fazendo amigos. Procurava saber todos os dados de cada um de meus ídolos, desde data de aniversário até os menos relevantes, como o peso com que cada um nasceu… E sempre achei lindo ver um ídolo dar carinho e atenção ao seu fã.

No último fim de semana, tive a oportunidade de ficar frente a frente com o meu primeiro ídolo: Joe Jonas, o vocalista da antiga banda Jonas Brothers. Aquele que me ensinou como funcionava esse negócio de fanatismo, o que era sentir esse amor todo… E aquele por quem eu continuo apaixonada, é claro.

Na última semana, o Joe Jonas veio para o Brasil para a inauguração da loja da John John, uma grife internacional. Depois, foi promovido um Meet & Greet com ele, mas o preço de uma foto com meu ídolo estava entre $150 e $200. Eu não tinha esse dinheiro, ainda mais do dia pra noite, como foi anunciado.

Mas, como em cinco anos de fanatismo nunca havia chegado perto de meu ídolo, eu precisava dar um jeito de vê-lo. Implorei aos meus pais que me levassem até o Hotel Fasano, em Ipanema. Fiz beicinho, promessas, apelei pro lado emocional… Nessas horas fã tem que usar todo tipo de arma!

Eles, que sempre me ajudaram em minhas loucuras, mesmo meio contra vontade me levaram ao local. Chegamos lá às 18h de sábado.

Já na porta do hotel, depois de mais ou menos uma hora de espera, meus queridos pais começaram a se estressar. “Filha, ele não vai vir falar com vocês. Vamos embora!” Eu reuni todo o amor ao Joe em lágrimas, fiz um pequeno drama, mais beicinho e pedi “só mais quinze minutos?” Ficamos quatro horas na porta do Fasano.

Quando o Joe apareceu, a cinco metros de mim, eu, que estava absolutamente controlada, não consegui conter a emoção. As lágrimas simplesmente rolaram sem nem pedir permissão. Eu tremia dos pés a cabeça. E então ele chegou mais pertinho, só uma grade e minha mão estendida nos separavam.

Com um “Hi” e um “Thank you, I love you so much”, usando menos o meu inglês do que eu gostaria, consegui me comunicar com Joe Jonas. Ganhei um autógrafo, a tão desejada Selfie , um “Thank you” e um sorriso que não teve preço. Ele usou minha caneta para autografar para outras meninas e, no fim, voltou até mim e disse “Here’s your pen!” Quase Morri!

É estranho definir o que uma fã sente num momento como este. A gente passa a vida se dedicando absurdamente, vota em todas as premiações, compra todos os CD’s, DVD’s, revistas, enche a parede de posters, liga pra rádios para pedir música… Tudo isso para alguém que não faz nem ideia da sua existência. Mas quando esse cara, mesmo que por dois segundos, nota sua presença, seu carinho por ele… É emocionante.

Seja qual for o seu ídolo, eu espero que um dia você consiga viver todas as emoções que os meus ídolos já me proporcionaram. Espero que você sinta aquela tremedeira e não consiga parar de chorar depois. Espero que você chegue perto dele e, mesmo gaguejando em meio às lágrimas, diga o quanto o ama, e como sonhou com aquele momento. Espero que ele sorria para você e agradeça a dedicação. Porque a sensação é inexplicável…

E é a melhor recompensa para esse amor tão grande e verdadeiro que existe em nós, simplesmente Fãs.

Bruna Paiva

 

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Anúncios

6 pensamentos sobre “Amor de Fã

  1. Pingback: Quem nunca fez loucuras por um ídolo? VIDEO NOVO NO AR! | Adolescente Demais

  2. Pingback: Aposentem os pedestais | Adolescente Demais

  3. Pingback: O sucesso que transforma em 360 dias | Adolescente Demais

  4. Pingback: Obrigada 2014, e que venha 2015! | Adolescente Demais

  5. Olá Bruna!
    Eu sou uma das autora de Amor nas Entrelinhas: Anelise Vaz. Seu blog vive aparecendo lá nos rupo e resolvi dar as caras aqui hoje.
    Gostei muito de saber da sua experiência como fã. Dá até uma certa inveja. haha
    Mas é realmente deve ser ótimo quando o seu ídolo fala com você.
    É bem provável que eu tenha que viajar ao outro lado do mundo para conhecer os meus. Mas ai, nada que o sonho de conhecer o Japão e os ídolos junto (e dinheiro, muito dinheiro) não resolva.
    Eu sou simplesmente apaixonada pela Minori Chihara e não sei o que aconteceria se a visse na minha frente. Acho que ia chorar e gritar “Minorinnnn” até a minha garganta secar. Cantar TODAS as músicas junto com ela. haha
    Adorei o seu blog!
    Beijos!

    Curtir

    • Oi Anelise! Que bom que gostou do blog, volte sempre ahaha
      Realmente, a sensação de conhecer seu ídolo é inexplicável … Ainda mais quando o ídolo é gringo e a situação mais improvável… hahah.
      Mas acredite: não é impossível!! Tenho certeza de que um dia vai conhecer a Minori e vai poder dizer tudo o que sente por ela e como a admira.
      vou torcer por você!
      Beijos
      Bruna Paiva

      Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s