E agora, onde vamos trancar o nosso amor?

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Recentemente li uma notícia que me deixou meio decepcionada. Um projeto de lei em Paris frustrou um pouco um sonho que os filmes românticos colocaram na minha cabeça: trancar o amor verdadeiro com um cadeado na famosa Pont dês Arts, ao lado do Museu do Louvre.

Sempre sonhei e planejei que, quando encontrasse o homem da minha vida, trancaríamos o nosso amor para sempre num cadeado naquela ponte, para depois jogar a chave no fundo do Rio Sena. Lindo e bem cena de filme, né? Mas parece que essa tradição não tem sido tão bem vista pelas autoridades locais.

A verdade é que tanto amor acaba ficando pesado demais. Os amantes vêm de toda parte do mundo. E a estrutura dessa e de outras pontes, que também recebem as provas de amor pela cidade, não pode suportar o peso de tantos cadeados. De tempos em tempos a prefeitura precisa retirar alguns para as pontes não cederem.

Em agosto, foi lançada pelo governo de Paris a campanha “Love Without Locks” ( Amor Sem Cadeados). A ação propõe que os casais apaixonados tirem selfies na ponte e eternizem seu amor nas redes sociais usando a Hashtag da campanha.

Pontdesarts

Imagem: Reprodução

Mas sinceramente? Não gostei dessa campanha não. Acho essa tradição de trancar o amor tão linda… E, nesse caso, a tecnologia não tem o mesmo charme da tradição analógica… É claro que entendo a posição da prefeitura. Até porque, se a ponte caísse, todo o amor iria junto pro fundo do rio, né? Mas acho que poderiam dar outra solução.

Podiam criar um lugar tão romântico como a Pont dês Arts, mas em terra firme. Então os casais seriam convidados a trancar seus cadeados nesse espaço, que teria grades formando uma espécie de “Mural do Amor”… Fica a dica aí para a prefeita de Paris, hein… hahaha

Não proíbam os cadeados do amor. Tentem outras soluções, mas não privem os apaixonados dessa linda tradição. E, principalmente, não estraguem o sonho detsa adolescente, incrivelmente clichê, que vos fala. Eu não encontrei ainda a minha alma gêmea, o amor da minha vida, mas quando encontrar, espero que ainda possamos trancar o nosso amor às margens do Rio Sena…

Bruna Paiva

 

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s