Cupido Intrometido

red-631349_640

Dia desses, aconteceu uma festa junina na minha escola. Lá, o pessoal do terceiro ano usa a festa para arrecadar mais dinheiro para a formatura. Minha função era vender o correio do amor. Achei super divertido. Você fica sabendo das fofocas amorosas de todo mundo e ainda é encarregada de ser cupido.

Mas uma menina em especial me deixou intrigada. Logo no início da festa, ela me procurou para comprar dois coraçõezinhos para um garoto. Um seria entregue por mim, o outro anunciado pelo DJ.

Para a minha surpresa, o menino também mandou um coração, entretanto, para outra garota. A primeira, sem saber disso, continuou comprando os corações para seu amado durante toda a festa. E pior: dizendo realmente acreditar que aquele era o dia em que ela conseguiria ficar com ele.

Já perto do fim da festa, enquanto eu me acabava na pista de dança, a menina chegou perto de mim e me pediu outro coração. Eu disse não. Perguntei se o garoto tinha respondido algum de seus recados e ela, como eu já esperava, negou. Então eu perguntei por que é que ela continuava a mandar os corações. A resposta que obtive também já era esperada: “É que eu gosto muito dele”. Eu disse que entendia, mas pedi para ela parar de mandar. Falei que não valia a pena gastar tempo e dinheiro com quem não está nem aí.

A menina foi embora triste e provavelmente me achando intrometida. As pessoas que estavam comigo me chamaram de louca, disseram que eu não devia ter falado aquilo, que desiludi a menina. Mas eu me senti bem em dizer.

Me fez bem porque eu já fui essa menina. Já corri atrás de quem não me dava a mínima com o único argumento de que “gostava muito dele”. E hoje, quando olho para trás, gostaria que alguém tivesse se intrometido e me negado um coraçãozinho, dito que não valia a pena.

Mas ninguém me disse, aprendi quebrando a cara. A menina da festa junina também vai quebrar a dela muitas vezes até acordar. Reconheço aquele brilho que vi nos olhos dela ao falar do tal garoto. Olhar de quem não liga para mais nada além do que está sentindo.

Ainda assim, espero tê-la ajudado a, pelo menos, parar para pensar. Tomara que ela tenha refletido e que eu tenha contribuído para que ela se valorize mais. Apenas fiz por aquela menina o que queria que tivessem feito por mim.

Bruna Paiva

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog no Instagram

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cupido Intrometido

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s