Se eu tivesse feito diferente…

stress-540820_640

Eu. Logo eu, que sempre gostei de gritar para o mundo que não me arrependo de nada. Sempre gostei de levar episódios ruins como aprendizado para a vida. Pregava que não se deve lamentar o que já passou. Hoje flagrei-me desejando voltar no tempo para consertar alguns erros. Uma pontinha de arrependimento bateu bem lá no fundo do peito. A sensação de que poderia ter sido diferente.

Uns 4 ou 5 anos já estava bom. Só queria saber o que teria acontecido se eu tivesse escutado, se não tivesse confiado. Se tivesse relaxado mais, deixado mais para lá, me entregado mais, beijado mais, sorrido mais, pensado mais, me apaixonado menos…

Eu queria mudar pouco do passado; só para tudo mudar aqui no presente. Evitar erros que hoje me fazem chorar debaixo do chuveiro e agarrada às cobertas. Erros que me fizeram crescer, é evidente, mas hoje me pergunto: valeu a pena? Será que vale a pena tanta dor pela tal da maturidade? Não seria mais fácil continuar imatura a aturar tudo isso aqui? A infância não era tão mais tranquila que a chamada vida adulta?

Se eu pudesse voltar, sim, faria diferente. Me preveniria contra algumas amizades, tentaria focar mais ainda nos meus sonhos e objetivos. Aproveitaria melhor algumas oportunidades. Reviveria alguns romances, tentaria mudar o que deu errado em outros. Talvez tentasse agarrar chances que tive e desperdicei. Pode parecer loucura, mas é só curiosidade. É o que acontece quando só se pensa na solução perfeita para um problema, ou na melhor resposta para uma discussão depois que tudo já passou.

O que teria acontecido se eu tivesse ido àquele aniversário, quatro anos atrás? Se eu tivesse dito tudo o que queria para quem merecia ouvir. Se eu não tivesse derramado lágrimas por quem não valia a pena. Se eu não tivesse levantado daquela mesa. Se eu tivesse aceitado aquela proposta. Se tivesse brigado pelo que era meu.

Se eu não tivesse apertado o enter e respondido aquela mensagem. Se eu não tivesse voltado atrás naquela decisão. Se eu não tivesse empurrado algumas amizades com a barriga até estas deixarem de existir. Se eu tivesse cortado algumas relações antes de o fim ser doloroso… O que teria acontecido se eu tivesse feito diferente? Onde eu estaria agora? Como? Com quem?

Estranho pensar que simples ações, ou a falta delas, poderiam ter feito tudo acontecer de uma maneira diferente. O problema é que ainda não inventaram uma máquina que me faça voltar. A vontade e a curiosidade, sozinhas, infelizmente, não me devolvem o passado. O jeito é tentar acertar no presente para que no futuro o arrependimento não volte a bater.

Bruna Paiva

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog no Instagram

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s