Eu ouvindo Justin Bieber?!

wp-1456184641057.jpgHá algumas semanas assisti a um vídeo da Jout Jout com o qual me identifiquei. Ela falava sobre a nova fase do Justin Bieber. Como ele tem feito músicas incríveis, mesmo que não seja uma pessoa tão incrível assim. Ri bastante e concordei. Hoje, me peguei aprendendo a letra completa de Sorry e precisei registrar minha indignação. Digo isso porque sempre achei ele meio insuportável e nunca me imaginei tendo que dar o braço a torcer.

Em 2010 explodiu no mundo todo esse tal de Justin, com um cabelo bem estranho, cantando “baby, baby, baby, ohhhh”. Naquele momento eu (por mais que tivesse minhas insanidades com Jonas Brothers, Restart, Fiuk e afins) decidi: não gosto desse garoto. Os anos passaram, o garoto cresceu, continuou fazendo umas musiquinhas mais ou menos; resolveu ser meio bad boy, às vezes até delinquente. Minha opinião evoluiu para: é, eu realmente não gosto desse cara.

Acontece que, nos últimos meses, o tal do Justin resolveu lançar umas músicas muito boas e daquele tipo que gruda na cabeça e não saem nunca mais. Começou com What Do You Mean, a música tem uma batidinha muito boa, uma letra sussurradinha e um efeito de relógio lá no fundo que dá um charme especial. Até aí, ok. Tudo bem, o menino fez uma música boa, e daí?

Aí, meu amor, ele lançou Sorry. E essas cinco letrinhas serviram para fazer muita gente mudar de opinião. A música, a letra, o ritmo, o clipe, tudo é tão contagiante que eu garanto ser impossível ficar parado. Sorry possui uma magia que domina seu corpo e tudo o que você quer é dançar. Sorte a minha que a professora do Jazz resolveu usá-la nas aulas. Pois é, não bastasse as músicas grudarem na cabeça, elas agora são, oficialmente, parte integrante da minha rotina.

Depois dessas duas músicas, minha opinião acabou evoluindo mais uma vez. Agora para: continuo não gostando desse garoto, mas que a música é boa não dá pra negar. Não deu mais para evitar escutar os sucessos do cara. E agora, outra música do álbum, Love Yourself, também está em processo de me conquistar. O pior de tudo é que nunca, NUNCA, me imaginei pesquisando, baixando e ouvindo músicas do Justin Bieber por livre e espontânea vontade.

Não diria que minha opinião acerca da personalidade do canadense mudou muito. Continuo achando ele babaca e metido. Mas pelas músicas novas, Justin, preciso admitir; você está absurdamente de parabéns. Não tinha como o último Grammy ser mais merecido.

 Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchat

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s