Por que diminuir o popular?

Uma das coisas que mais me irrita no mundo acadêmico é essa insistência em diminuir tudo o que não é erudito. Aquela torcida de nariz quando você conta que gosta de alguma coisa que não tem tanto prestígio ou o cinismo de fingir que não faz ideia de quem é um artista absurdamente popular.

Em certa ocasião, participava de uma conversa bastante informal, entre amigos, sobre compulsão literária. Sabe quando você não consegue parar de ler um livro e acaba terminando ele no mesmo dia que começou? Então… Quando um amigo disse que não conseguia fazer isso de jeito nenhum, acabei relembrando com saudade meus 13, 14 anos, época em que o que eu mais tinha era tempo livre pra ler um livro de Crepúsculo, Harry Potter ou Jogos Vorazes por dia.

O que me surpreendeu foi acabar ouvindo: “Nossa, Bruna, você não tem a menor vergonha de falar isso, né?”

“Vergonha das coisas que eu gosto? Por que eu teria?” Rebati realmente sem entender aonde aquela pergunta queria chegar. Então fui obrigada a ouvir que “às vezes é bom”.

Eu NUNCA escondi de ninguém o tipo de entretenimento e arte que me agrada. Cresci sendo fã de Restart, Fiuk e Jonas Brothers e nunca me importei em ouvir as gracinhas que ouvia na escola. Mas aquela frase, naquela situação, realmente me incomodou.

Gente, pelo amor de Deus, qual o problema de ler best-sellers? Foi a literatura juvenil e popular que me introduziu à paixão pelos livros, que me levou a ter interesse pelos clássicos, que me fez decidir que eu queria viver de literatura. E é por causa dela que hoje eu estudo para isso. Então a questão é: por que diminuir algo que só me fez bem?

Eu gosto de Crepúsculo, sim. De Harry Potter, com toda a certeza. São livros incríveis para a formação de leitores. Se hoje eu sou absolutamente eclética nas minhas leituras é porque comecei lendo esse tipo de literatura. AMO um bom livro juvenil e jovem adulto até hoje e não tenho a menor vergonha disso. Pelo contrário, consumo com o maior orgulho. Até porque são livros voltados para o mesmo público que eu procuro atingir com o que escrevo.

Esse pensamento de “faz bem esconder as coisas que você gosta se elas não fazem parte daquilo que é bem visto” aprisiona, esteja ele aplicado a qualquer segmento da sua vida. Ninguém é menor ou menos inteligente pelas coisas que escuta, lê ou assiste. Nunca deixei de fazer o que me dá prazer preocupada com o que os outros pensariam. E se eu não fiz isso na minha adolescência, que é uma fase tão cruel, o mundo acadêmico que me desculpe, mas não é agora que eu vou começar.

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Anúncios

5 pensamentos sobre “Por que diminuir o popular?

  1. Olha, tenho pena que te tenham aborrecido com isso, acho que só gente tacanha é que pensa desse modo. Uma pessoa que seja curiosa e inteligente sabe tomar interesse em tudo; ninguém passa a vida a consumir alta cultura, tal como ninguém se alimenta só de trivialidades. Já agora, tudo o que os intelectuais fazem é à prova de crítica? Claro que não! Até os melhores escritores têem coisas vergonhosas no currículo…
    Um bom livro é aquele que está bem escrito e te faz refletir. Se há algo que desperta o interesse das outras pessoas para a leitura, isso é sempre bom!
    Não tenhas vergonha de admitir os teus gostos, aos menos tens uma mente mais livre do que o/a idiota que te respondeu – pessoas assim são só snobes com complexos de inferioridade.

    Curtido por 1 pessoa

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s