5 livros que falam sobre música

Que eu amo literatura acho que já ficou provado por aqui. Mas outra paixão minha é a música. Apesar de não ter o menor talento para tocar nenhum instrumento, muito menos cantar, eu sou daquelas que não vive sem um fone de ouvido com uma playlist incrível.

Acho que por isso eu gosto tanto de encontrar livros que, em suas histórias, tragam bastante música. É como unir as duas paixões numa coisa só. Por isso, hoje trouxe para vocês uma pequena lista de 5 livros que falam de música:

 

  • Sábado à noite – Babi Dewet

Vou começar com um nacional que eu adoro. Sábado à Noite é o primeiro livro da linda da Babi Dewet e também o primeiro da trilogia. Tem resenha dele aqui no blog! O livro, que começou como uma fanfic do McFly, conta a história de um grupo de amigos e um amor de escola.

No meio de toda a confusão adolescente, o diretor da escola resolve promover bailes todos os sábados com a presença de uma banda de garotos mascarados!

 

  • Se eu ficar e Para onde ela foi – Gayle Forman

Essa duologia da Gayle Forman é repleta de drama e muita música. No primeiro livro, Mia, uma adolescente que sonha em se transformar em uma violinista de sucesso entra em coma após o acidente que a faz perder toda a família.

A luta dela pela vida é extremamente tocante, mas meu preferido é o segundo livro. Nele, o protagonista é Adam Wilde, o ex-namorado de Mia que, anos depois do acidente, é um roqueiro famoso pelas músicas que escreveu para a garota. O conflito interno dele e a busca pela ex-namorada torna o livro muito bonito.

 

  • Revival – Stephen King

O tema central desse livro é a eletricidade e a fé extrema. É um livro que toca em questões éticas e tem aquele jeitinho incrível do Stephen King de escrever. Mas ele está nessa lista porque o protagonista, que começa o livro com 6 anos, cresce e se torna um guitarrista profissional e depois vai trabalhar numa gravadora.

É muito legal observar a evolução dele como músico e pessoa. A trajetória dele na música é bem intensa e dá para curtir cada fase na leitura.

 

  • Boston Boys- Giulia Paim

O primeiro livro da carioca Giulia Paim também já ganhou resenha aqui no blog.  Ronnie é uma adolescente que, ao contrário da maioria de suas colegas, não dá a mínima para os Boston Boys.

A menina, que nunca simpatizou com os protagonistas do programa de TV, de repente se vê obrigada a conviver com eles por conta do trabalho da mãe! Tem resenha do primeiro livro aqui no blog! O segundo eu comprei na Bienal e estou doida para ler.

 

 

  • 360 dias de sucesso – Thalita Rebouças

Esse livro da Thalita é o que eu mais gosto. Conta a história de uma banda de adolescentes que teve exatos 360 dias de sucesso. A fama chega de uma forma inesperada, mas as consequências dela são tão loucas que a banda Pólvora nem consegue completar um ano de existência.

O livro também já ganhou resenha aqui no Blog, que foi inclusive super elogiada pela própria Thalita 🙂

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Anúncios

Crush

É engraçado como, na minha imaginação, nós dois funcionamos tão bem. Somos extremamente íntimos e compartilhamos momentos de intensa sintonia. E a graça é que eu mal te conheço. Nunca tivemos abertura para isso, mas, ainda assim, me apaixonei pelo que inventei de você, pelo que inventei de nós.

Está certo que a parca convivência que tivemos nos últimos tempos contribuiu para que minha cabeça meio louca fantasiasse os mais insanos diálogos em que descobríamos um interesse mútuo e subitamente éramos um casal. É, eu tenho uma imaginação fértil.

Entretanto, o mais irônico de tudo isso é que eu não tenho coragem de te contar como me sinto. Primeiro porque gosto demais da minha fantasia para correr o risco de você acabar com ela. Já passei por situações parecidas antes. Isso nunca termina bem pro meu lado, ainda assim eu insisto em repetir o erro. Depois, te ter por perto é algo que me faz bem. Gosto de poder conviver com você; te ter do jeito que posso. A possibilidade de perder isso, caso confesse meu interesse, me angustia.

Ainda assim, uma parte de mim quer acreditar que dessa vez é diferente. A coitada não vai aprender nunca. Então, todos os dias, ela acorda otimista, tendo a certeza de que vai ter coragem suficiente para passar por cima das minhas inseguranças e te chamar para conversar. É claro que eu nunca deixei que ela se manifestasse. Abafo toda a coragem dessa doida dentro do peito e me contento em assistir à nossa história juntos, nessa realidade paralela, toda noite com a cabeça no travesseiro.

 

Bruna Paiva

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Uma playlist bem GIRL POWER para você se sentir maravilhosa

 

Imagem: Pixabay

Outro dia eu, em plena TPM, estava me sentindo meio mal e resolvi apelar para um dos melhores remédios do universo: música. Mas eu não queria ouvir qualquer coisa, precisava de algo que me jogasse pra cima sem diminuir ninguém. A maior parte das listas que eu achei tinham músicas ótimas, mas muitas, apesar de serem cantadas por mulheres sensacionais, falavam sobre homens; e não era aquilo que eu queria no momento.

Como não encontrei bem o que estava procurando, resolvi montar eu mesma uma playlist que me agradasse. Acabei fazendo uma lista de músicas empoderadoras cantadas por mulheres; de preferência falando sobre como nós somos incríveis, e não sobre homens que nós não queremos mais.

Eu amei o resultado e tenho escutado tanto essa playlist que resolvi compartilhar com vocês. A Playlist é pública no Spotify, e eu também criei uma lista de reprodução no Youtube para vocês terem as duas opções. Espero que gostem e se sintam incríveis escutando!

Clique aqui para entrar na Playlist pelo Spotify!

Youtube:

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

7 Blogs e Canais incríveis para quem sonha em fazer intercâmbio

Você tem o sonho de passar uma temporada em outro país estudando ou trabalhando? Eu também tenho muita vontade de fazer um intercâmbio. Mas nem sempre a gente tem o tipo de informação que precisa para conseguir realmente tirar essa ideia da cabeça e concretizar o sonho. E, acreditem, informação é a chave para você encontrar exatamente o que procura e ainda gastar pouco. Você sabia que é possível conseguir o intercâmbio dos seus sonhos praticamente de graça? Basta correr atrás e fazer sua pesquisa nos lugares certos.

Porém, são poucos os espaços na internet que trazem tanta informação. Por isso, resolvi compartilhar com vocês os blogs e canais no Youtube que eu acompanho sobre o assunto e que são fundamentais se você, como eu, também sonha em fazer um intercâmbio!

 

O Partiu Intercâmbio é um site incrível e muito completo. Se você tem alguma dúvida sobre modalidades de intercâmbio, como conseguir bolsas, como funciona tudo isso, para onde ir de acordo com os seus interesses… Acredite, você precisa conhecer o PI. O que eu acho mais sensacional no site é que eles têm um mecanismo que te permite encontrar bolsas de estudos que estão sendo oferecidas no momento com todas as informações importantes.

 

O Gerson Saldanha ganhou um concurso para estudar em Seatle e, quando voltou pro Brasil, resolveu começar a divulgar intercâmbios gratuitos para os jovens. O canal é incrível e traz muitas dicas boas, além de explicar de um jeito muito dinâmico e divertido o que você precisa para cada tipo de intercâmbio. Ele coloca experiências dele nos vídeos também, o que deixa tudo muito mais pessoal.

 

  • Estudar Fora

O Estudar Fora é uma iniciativa da Fundação Estudar. O site deles é no mesmo estilo do Partiu Intercâmbio, bastante completo com todas as informações que você nem imagina que precisa. Mas o canal no Youtube deles é bem mais ativo que o do PI e eu confesso que gosto mais também. Todo mês eles fazem um compilado das bolsas de estudo que estão prestes a encerrar e sempre trazem novidades e dicas diferentes para públicos muito diversos.


Já sabe o que quer?

Uma vez que você já decidiu o que quer fazer e para onde quer ir, é interessante também procurar outros canais que, apesar de não serem especializados em intercâmbios como esses que eu citei, têm muita informação que pode lhe ser útil.

Estou falando dos diários de intercambistas por aí. Muita gente resolve registrar a experiência e dividir dicas sobre a modalidade de intercâmbio e o lugar para onde foram. Esses relatos podem ser fundamentais para você saber o que fazer em certas situações. Separei alguns diários de intercâmbio que eu acompanhei só para vocês terem uma ideia.

 

  • O intercâmbio na Disney do Igor Saringer

O Igor foi trabalhar na Disney pelo programa ICP, em que universitários de todo o mundo podem se candidatar para passar uma temporada trabalhando e morando na Disney. O mais legal desse intercâmbio é que, por ser remunerado, ele praticamente se paga.

  • O intercâmbio na Alemanha do Ícaro Molinari

O Ícaro foi fazer um intercâmbio de um ano na Alemanha e, em seus vídeos, ele explica bastante como é a vida por lá e mostra vários costumes alemães bem diferentes dos nossos. Além de dar algumas dicas sobre como conseguir o mesmo tipo de programa que ele.

 

  • O intercâmbio no Canadá da Gabbie Fadel

Esse é o mais antigo da lista. A Gabbie foi pro Canadá em 2012, mas foi um diário muito importante para mim já que foi o primeiro que eu acompanhei e o que me despertou essa vontade de estudar fora também. Ela foi fazer um curso de idiomas no Canadá e ficou numa Hostfamily. É bem bacana acompanhar a experiência da Gabbie durante os meses que ela passou por lá.

 

  • O intercâmbio na Broadway da Gabriella Adami

A Gabriela Adami é uma amiga que se formou na escola de dança alguns anos antes de mim. Ela está voltando (agora em setembro) de um intercâmbio nos estúdios de dança da Broadway, em Nova York. Ela registrou tudo num diário super legal e deu várias dicas para quem quer fazer o mesmo tipo de intercâmbio que ela ou outros!

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Você não tem direito de ser nazista

Imagem reproduzida da Folha de S. Paulo (Alejandro Alvares/Reuters)

Começo a escrever esse texto ainda chocada com as reportagens que li. Chocada porque não tem como aceitar ler esse tipo de coisa numa página datada do ano de 2017, em vez de num livro de história falando sobre a década de 1940. Um grupo de manifestantes, nos Estados Unidos da América, com tochas nas mãos, repito, TOCHAS nas mãos, e fazendo saudações nazistas protestaram contra a retirada da estátua de um general confederado da época das Guerras Civis americanas gritando palavras de ódio contra negros, judeus e imigrantes.

A cena por si só já é revoltante. Mas as aspas dos envolvidos conseguem superar o nível de surrealismo do negócio. Uma pessoa gritou no meio de uma reportagem “sim, eu sou nazista, eu sou nazista, sim”. Um pai levou sua filha de 14 anos (que também segurava uma tocha) para passar a ela o ensinamento de seu próprio pai de “defender a raça branca”.  Um outro cara disse “Gays, negros, imigrantes imundos, todos eles se manifestam e recebem apoio por isso. Por que quando homens brancos decidem gritar por seus direitos e sua sobrevivência vocês fazem esse escândalo?”.

Querido senhor, autor dessa argumentação, eu não faço a menor ideia de qual é a sua história ou a da sua família. Mas tenho certeza de que meia dúzia de aulas de História resolveriam parte do seu problema. O senhor NÃO TEM O DIREITO DE SER NAZISTA. Não tem. Não existe essa possibilidade. Sua liberdade de expressão e seus direitos terminam onde começam os dos outros.

Não é opinião e liberdade de expressão você desejar o extermínio de gays, negros, judeus, imigrantes e quem mais você imaginar. É crime. O último louco que tentou (e conseguiu por um bom tempo) causou uma guerra mundial. Esse ódio gratuito e infundado de vocês só gera isso: guerra, dor, sofrimento.

É tenebroso perceber que a história se repete por todo lado. Porque isso não é exclusivo dessas pessoas perturbadas (perdão, não consigo definir de outra maneira). Tem gente perturbada espalhada pelo mundo inteiro. Nos ataques terroristas, nas pessoas que se recusam a abrigar refugiados de guerra, na liderança da Coreia do Norte, na dos Estados Unidos, nos eleitores do Bolsonaro… A lista é lamentavelmente quase infinita e eu, de verdade, não sei dimensionar o quão preocupante é que o mundo esteja se direcionando para esse tipo de extremismo mais uma vez.

Bruna Paiva

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

5 filmes (na Netflix!) para curtir o inverno

Finalmente o inverno chegou. Minha estação preferida demorou, mas até que enfim o friozinho chegou até no Rio de Janeiro. Eu acho esse clima maravilhoso para qualquer coisa, na verdade. Mas sei que, para muita gente, o friozinho é sinônimo de tempo para ficar em casa. Então trouxe cinco filmes (que estão disponíveis na Netflix!) incríveis para assistir sozinha ou acompanhada, desde que com o combo pipoca, brigadeiro e edredom!

  • Lion: uma jornada para casa

Esse filme foi indicado ao último Oscar e me deixou encantada. Lion conta a história de um menino indiano que se perde da família e acaba sendo criado por um casal na Austrália. Mas, 25 anos depois, ele resolve procurar pela família biológica. É uma história real que me fez chorar pra caramba. O filme é lindo demais e o ator mirim Sunny Pawar é uma criança tão apaixonante que não tem como não se emocionar. Dev Patel, que faz a segunda fase do Saroo, também manda muito bem no papel.

 

  • A voz do coração

Um internato para meninos órfãos ou de mau comportamento recebe um novo coordenador das crianças. Ele tem muita dificuldade de lidar com as crianças, até resolver ensinar música para eles, ainda que contra a vontade do duro diretor da escola.  É um daqueles filmes em que a arte transforma e é lindo de ver. É um filme francês e os atores são incríveis.

 

  • Antes de partir

Um filme que traz Morgan Freeman e Jack Nicholso como protagonistas não devia nem precisar de apresentação para gerar interesse. Antes de partir conta a história de dois colegas de quarto num hospital que estão prestes a morrer e resolvem cumprir uma lista de coisas nunca feitas. A evolução da amizade dos dois é linda e o filme emociona demais.

 

  • O espaço entre nós

Sabe aquele filme que e tão bonitinho que você já termina procurando a trilha sonora? É o caso de O Espaço Entre Nós. Um menino nasce durante uma expedição para Marte por pura irresponsabilidade dos astronautas. 16 anos depois, ele quer vir para a Terra, mas seu corpo não suporta nossa gravidade. Com a ajuda de uma amiga virtual, ele descobre como é a vida no nosso planeta tentando driblar suas dificuldades físicas.

 

  • O sorriso de Monalisa

Em 1953, uma escola com as meninas mais inteligentes da região coloca o casamento como parte principal na vida das mulheres. Uma professora de artes nova chega e resolve tentar mudar a visão das meninas mostrando que elas são capazes de ser mais do que somente esposas. Um filme incrível, com uma mensagem maravilhosa e mulheres sensacionais!

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Não é fase, é só amor…

Na primeira vez em que eu vi meu ídolo, meu corpo era só adrenalina. Não falo de quando o vi na TV, divulgando o novo elenco de Malhação. Ali foi só um “Nossa, que bonito, e ainda é filho do ídolo da minha mãe”. Foi a faísca que desencadeou tudo o que veio depois.

Estou falando da primeira vez em que realmente pus meus olhos nele, ali, a dois metros de mim. Da primeira vez em que senti o coração bater tão forte que o gosto na boca ficou esquisito. De quando fiquei tão nervosa que não sabia mais falar ou andar direito. Quando a emoção foi tão forte que eu não consegui nem chorar.

A adrenalina começou a bater quando me levaram para um cantinho prometendo que eu falaria com ele. E, quando ouvi “ele chegou”, toda a pose que eu tinha para esconder o nervosismo se foi. Fiquei quase tão azul quanto o vestido que estava usando.

Eu tinha quase 13 anos, acompanhava ele desde os 11. Deviam ter três jornalistas comigo, mas na hora parecia uma multidão me conduzindo para o camarim. Na mão, o CD para autografar e uma carta de 20 metros que eu passara o ano escrevendo. E que, com o nervosismo, acabei dizendo para a repórter que me perguntou que só tinha dois metros; ela me olhou confusa e eu não entendi.

Quando finalmente o vi, de pé, humano, falando e sorrindo, o ar me faltou. Ele dava entrevista, conversava com as pessoas, tirava fotos e gravava vídeos. Me encostei na parede mais próxima, me fiz invisível e, ainda respirando mal, observei. Na minha cabeça, absolutamente nada além daquela imagem.

Foi ele quem me notou ali, escorada num canto. Ele que veio até mim e me encorajou a dar-lhe um abraço. Perguntou meu nome e se a carta era para ele. Eu não consegui dizer muitas sílabas. Mas, naquele dia, senti o mundo dentro de mim. O toque, o cheiro, a voz, o sorriso e a presença dele me fizeram ter certeza de que estava perdida. Não tinha mais jeito. Aquele amor não era passageiro e eu não conseguiria mais ficar sem toda aquela imensidão que ele me fez sentir.

Ver a felicidade dele, as realizações que sempre traziam aquele sorriso de volta se tornou um vício. E, por mais que o mundo sempre dissesse o contrário, aos 12 anos eu percebi que não era fase. Sete anos depois, eu tenho um orgulho imenso em dizer que estava certa.

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

8 livros com mulheres incríveis

Olá, pessoal! Hoje, 8 de março, é o tão importante dia internacional da mulher. Para homenagear essa data fundamental para a nossa sociedade, eu separei uma lista com 8 livros que trazem mulheres incríveis como assunto ou personagens da trama! … Continuar lendo

10 Filmes para quebrar preconceitos

Oi, pessoal! Eu sei que vocês adoram uma lista com dicas de filmes. Então, no post de hoje, eu trouxe 10 filmes incríveis que vão te botar para pensar e, quem sabe (tomara), quebrar alguns de seus preconceitos. São filmes que eu amo e acho super importantes, histórias que valem a pena serem assistidas.

  • A gang está em campo

Na primeira vez em que vi esse filme, me apaixonei por ele. Mas não sabia o nome, então fiquei anos sem saber que filme era aquele. Quando a Netflix colocou ele no catálogo, eu surtei. Assisti mil vezes!

Um ex-jogador de futebol americano é oficial de justiça num centro de detenção juvenil. Com a intenção de instalar ordem e disciplina no local, ele resolve criar um time de futebol americano. Ele treina os detentos e os leva para jogar nos campeonatos estaduais. É um filme extremamente tocante que mostra que ninguém está livre de cometer um crime…

 

  • Filadélfia

Um advogado descobre que tem Aids e é demitido. Ele, então, procura um colega de profissão para processar a empresa. Acontece que o advogado contratado também tem seus preconceitos contra os portadores do vírus HIV e com a comunidade LGBT. A evolução da relação dos dois e do envolvimento do advogado com o caso é, sem dúvidas, a parte mais bonita do filme. O próprio personagem quebra seus preconceitos durante a história. E, pode ter certeza, não dá para não chorar.

 

  • Uma lição de vida

Um senhor de 84 anos que não sabe ler quer estudar. Numa comunidade queniana, em que a escola primária mal suporta a quantidade de crianças, o idoso luta pelo seu direito ao conhecimento. A história é real e um tapa na cara de quem está assistindo. Que filme incrível! Chorei horrores. É uma verdadeira inspiração de vida.

 

  • Intocáveis

Um homem milionário e paraplégico contrata um cara da periferia para ser seu cuidador. A maneira como um acaba aprendendo com o outro durante o filme é sensacional. O carinho e a amizade que surge da relação patrão-empregado fica ainda mais bonito quando descobrimos que a história é real.  Um filme que vai contra diversos padrões e estereótipos. O filme francês é incrivelmente tocante e foi um dos maiores sucessos de bilheteria do país.

 

  • A Cura

Criança é o ser mais puro que existe. E, ao contrário do que muita gente dá a entender por aí, elas têm muito a nos ensinar. No filme A Cura, um garoto deixa de lado todo o preconceito da família e dos colegas e cria uma bonita amizade com seu vizinho, que é soropositivo. Quando os dois descobrem que um médico encontrou a suposta cura para a Aids, eles resolvem dar um jeito de chegar até ele. É um filme lindo, extremamente tocante e que, por ser protagonizado por crianças, bota a gente pra pensar melhor sobre nossos preconceitos…

 

  • Histórias Cruzadas

Um filme de época que me deixa arrepiada só de pensar. Histórias Cruzadas se passa nos anos 60 e conta a história de uma jornalista que está escrevendo sobre as empregadas domésticas no Mississipi. Ela entrevista diversas mulheres negras que vivem em função de suas patroas e servem à elite branca do lugar. São as histórias dessas mulheres que dão vida ao filme. E que filme! A trama, que rendeu um Oscar para a coadjuvante Octavia Spencer, nos envolve e faz o espectador rir e se emocionar.

 

  • Os Estagiários

Dois velhos amigos estão desempregados e resolvem se inscrever para a seleção de estagiários do nosso tão amado Google. Mas, quando chegam lá, percebem que são os mais velhos entre seus concorrentes. A maioria dos mais jovens logo descarta os dois. Mas, ao longo do filme, eles provam que a gente sempre tem algo a aprender com quem é diferente. Esse filme deveria ser assistido por todos os jovens do mundo. Quantas vezes você já perdeu a paciência porque sua avó não conseguia entender a diferença entre 3g e Wi-fi? Os Estagiários acaba com esse preconceito bobo e mostra que todo mundo é capaz de fazer aquilo a que se propõe.

 

  • Um sonho possível

A história do jovem de periferia que tem talento para o futebol americano, mas não uma estrutura familiar, é verídica. O filme, que rendeu um Oscar para Sandra Bullock, conta a história de Big Mike. O jovem entra para o time de futebol americano e acaba fazendo amizade com um colega. SJ, que no início tinha medo de Big Mike, passa a ser seu único amigo. Mas é a mãe dele quem muda a história de Big Mike. O jovem passa a morar na casa da família e acaba sofrendo preconceito das pessoas em volta. É um filme para chorar muito e terminar a sessão com a mão na consciência.

 

  • Que horas ela volta

Um nacional nessa lista não pode faltar, né? É para quebrar os preconceitos expostos na trama e o de muita gente contra o nosso cinema. Que horas ela volta é um filme lindo estrelado pela Regina Casé. Quando a jovem Jéssica sai do Nordeste para morar com a mãe, na casa dos patrões, a fim de fazer vestibular, ela tem dificuldades de entender a hierarquia da casa. É um filme bonito que expõe a nossa cultura de relação patrão-empregado de maneira a botar qualquer um para pensar.

 

  • A teoria de tudo

Um gênio com uma doença degenerativa. Um homem que tem um cérebro brilhante, mas um corpo que o trai. A teoria de tudo foi um dos filmes mais tocantes que eu já vi. A história real do físico Stephen Hawking coloca qualquer um para pensar sobre a própria vida. As limitações para ser quem você quer estão em você mesmo, cabe a você acatá-las ou seguir em frente do jeito que der.

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Séries incríveis para maratonar nas férias!

Existe época melhor para passar o dia inteiro na Netflix do que nas férias? É o momento em que temos tempo para fazer qualquer coisa. Inclusive botar as séries em dia e se jogar nas séries novas. Hoje eu trouxe para vocês séries incríveis e que são ótimas para sentar no sofá e fazer uma boa maratona. É só conferir a lista a seguir e escolher sua preferida.

 

Devious Maids

Cinco empregadas domésticas latinas trabalhando para os ricaços de Bervelly Hills. Quando uma delas morre e ninguém consegue desvendar o crime, uma nova empregada chega e acaba se entrosando no grupo. O que ninguém sabe é que o objetivo dela é investigar a estranha morte ocorrida no condomínio para salvar seu filho, condenado injustamente. É uma série muito divertida e mega rápida de assistir. São quatro temporadas (a quinta infelizmente foi cancelada). As personagens são cativantes e a história é muito boa. E, claro, o clima de verão tem tudo a ver com as férias!

 

The Fosters

Uma família enorme. Duas mães, um filho biológico, quatro adotados e muito amor. A história começa quando Lena decide levar para casa Callie, uma menina que acabou de sair do reformatório e ainda está no sistema de adoção do Estado. É algo temporário já que Lena e Stef já têm 3 filhos em casa. Mas Callie foge para salvar o irmão mais novo Jude de um lar adotivo onde ele é agredido. As duas mães adotivas acolhem Jude também e os dois acabam entrando na rotina da casa. É uma história incrível que fala sobre amor e família. Também tem 4 temporadas e é super gostosinho de assistir, a gente nem sente o tempo passar.

 

Dance Academy

Tara Webster tem o sonho de ser bailarina. A série começa quando a menina do interior finalmente consegue passar para a melhor escola de dança do país. Lá, ela faz amigos e percebe que fazer seu sonho virar realidade é bem mais difícil do que parece. A menina ultrapassa diversos obstáculos para conseguir se manter na Academia e dançar. A série tem três temporadas e é maravilhosa. Não se engane achando que é uma história bobinha no estilo água com açúcar. Dance Academy mexe com assuntos profundos e eu garanto que vai te emocionar.

 

Gossip Girl

Gossip Girl é clássica. Mas eu nunca tinha assistido antes de 2016. E que série incrível! A rotina de jovens milionários do Upper East Side em Nova York com muita confusão causada pelas fofocas do blog Gossip Girl. Pode parecer fútil, mas a série é maravilhosa. Se você já assistiu, sabe que vale a pena maratonar nessas férias. Se nunca assistiu, te desafio a terminar as 6 temporadas sem querer seu próprio Chuck Bass.

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE