Não é fase, é só amor…

Na primeira vez em que eu vi meu ídolo, meu corpo era só adrenalina. Não falo de quando o vi na TV, divulgando o novo elenco de Malhação. Ali foi só um “Nossa, que bonito, e ainda é filho do ídolo da minha mãe”. Foi a faísca que desencadeou tudo o que veio depois.

Estou falando da primeira vez em que realmente pus meus olhos nele, ali, a dois metros de mim. Da primeira vez em que senti o coração bater tão forte que o gosto na boca ficou esquisito. De quando fiquei tão nervosa que não sabia mais falar ou andar direito. Quando a emoção foi tão forte que eu não consegui nem chorar.

A adrenalina começou a bater quando me levaram para um cantinho prometendo que eu falaria com ele. E, quando ouvi “ele chegou”, toda a pose que eu tinha para esconder o nervosismo se foi. Fiquei quase tão azul quanto o vestido que estava usando.

Eu tinha quase 13 anos, acompanhava ele desde os 11. Deviam ter três jornalistas comigo, mas na hora parecia uma multidão me conduzindo para o camarim. Na mão, o CD para autografar e uma carta de 20 metros que eu passara o ano escrevendo. E que, com o nervosismo, acabei dizendo para a repórter que me perguntou que só tinha dois metros; ela me olhou confusa e eu não entendi.

Quando finalmente o vi, de pé, humano, falando e sorrindo, o ar me faltou. Ele dava entrevista, conversava com as pessoas, tirava fotos e gravava vídeos. Me encostei na parede mais próxima, me fiz invisível e, ainda respirando mal, observei. Na minha cabeça, absolutamente nada além daquela imagem.

Foi ele quem me notou ali, escorada num canto. Ele que veio até mim e me encorajou a dar-lhe um abraço. Perguntou meu nome e se a carta era para ele. Eu não consegui dizer muitas sílabas. Mas, naquele dia, senti o mundo dentro de mim. O toque, o cheiro, a voz, o sorriso e a presença dele me fizeram ter certeza de que estava perdida. Não tinha mais jeito. Aquele amor não era passageiro e eu não conseguiria mais ficar sem toda aquela imensidão que ele me fez sentir.

Ver a felicidade dele, as realizações que sempre traziam aquele sorriso de volta se tornou um vício. E, por mais que o mundo sempre dissesse o contrário, aos 12 anos eu percebi que não era fase. Sete anos depois, eu tenho um orgulho imenso em dizer que estava certa.

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

8 livros com mulheres incríveis

Olá, pessoal! Hoje, 8 de março, é o tão importante dia internacional da mulher. Para homenagear essa data fundamental para a nossa sociedade, eu separei uma lista com 8 livros que trazem mulheres incríveis como assunto ou personagens da trama! … Continuar lendo

10 Filmes para quebrar preconceitos

Oi, pessoal! Eu sei que vocês adoram uma lista com dicas de filmes. Então, no post de hoje, eu trouxe 10 filmes incríveis que vão te botar para pensar e, quem sabe (tomara), quebrar alguns de seus preconceitos. São filmes que eu amo e acho super importantes, histórias que valem a pena serem assistidas.

  • A gang está em campo

Na primeira vez em que vi esse filme, me apaixonei por ele. Mas não sabia o nome, então fiquei anos sem saber que filme era aquele. Quando a Netflix colocou ele no catálogo, eu surtei. Assisti mil vezes!

Um ex-jogador de futebol americano é oficial de justiça num centro de detenção juvenil. Com a intenção de instalar ordem e disciplina no local, ele resolve criar um time de futebol americano. Ele treina os detentos e os leva para jogar nos campeonatos estaduais. É um filme extremamente tocante que mostra que ninguém está livre de cometer um crime…

 

  • Filadélfia

Um advogado descobre que tem Aids e é demitido. Ele, então, procura um colega de profissão para processar a empresa. Acontece que o advogado contratado também tem seus preconceitos contra os portadores do vírus HIV e com a comunidade LGBT. A evolução da relação dos dois e do envolvimento do advogado com o caso é, sem dúvidas, a parte mais bonita do filme. O próprio personagem quebra seus preconceitos durante a história. E, pode ter certeza, não dá para não chorar.

 

  • Uma lição de vida

Um senhor de 84 anos que não sabe ler quer estudar. Numa comunidade queniana, em que a escola primária mal suporta a quantidade de crianças, o idoso luta pelo seu direito ao conhecimento. A história é real e um tapa na cara de quem está assistindo. Que filme incrível! Chorei horrores. É uma verdadeira inspiração de vida.

 

  • Intocáveis

Um homem milionário e paraplégico contrata um cara da periferia para ser seu cuidador. A maneira como um acaba aprendendo com o outro durante o filme é sensacional. O carinho e a amizade que surge da relação patrão-empregado fica ainda mais bonito quando descobrimos que a história é real.  Um filme que vai contra diversos padrões e estereótipos. O filme francês é incrivelmente tocante e foi um dos maiores sucessos de bilheteria do país.

 

  • A Cura

Criança é o ser mais puro que existe. E, ao contrário do que muita gente dá a entender por aí, elas têm muito a nos ensinar. No filme A Cura, um garoto deixa de lado todo o preconceito da família e dos colegas e cria uma bonita amizade com seu vizinho, que é soropositivo. Quando os dois descobrem que um médico encontrou a suposta cura para a Aids, eles resolvem dar um jeito de chegar até ele. É um filme lindo, extremamente tocante e que, por ser protagonizado por crianças, bota a gente pra pensar melhor sobre nossos preconceitos…

 

  • Histórias Cruzadas

Um filme de época que me deixa arrepiada só de pensar. Histórias Cruzadas se passa nos anos 60 e conta a história de uma jornalista que está escrevendo sobre as empregadas domésticas no Mississipi. Ela entrevista diversas mulheres negras que vivem em função de suas patroas e servem à elite branca do lugar. São as histórias dessas mulheres que dão vida ao filme. E que filme! A trama, que rendeu um Oscar para a coadjuvante Octavia Spencer, nos envolve e faz o espectador rir e se emocionar.

 

  • Os Estagiários

Dois velhos amigos estão desempregados e resolvem se inscrever para a seleção de estagiários do nosso tão amado Google. Mas, quando chegam lá, percebem que são os mais velhos entre seus concorrentes. A maioria dos mais jovens logo descarta os dois. Mas, ao longo do filme, eles provam que a gente sempre tem algo a aprender com quem é diferente. Esse filme deveria ser assistido por todos os jovens do mundo. Quantas vezes você já perdeu a paciência porque sua avó não conseguia entender a diferença entre 3g e Wi-fi? Os Estagiários acaba com esse preconceito bobo e mostra que todo mundo é capaz de fazer aquilo a que se propõe.

 

  • Um sonho possível

A história do jovem de periferia que tem talento para o futebol americano, mas não uma estrutura familiar, é verídica. O filme, que rendeu um Oscar para Sandra Bullock, conta a história de Big Mike. O jovem entra para o time de futebol americano e acaba fazendo amizade com um colega. SJ, que no início tinha medo de Big Mike, passa a ser seu único amigo. Mas é a mãe dele quem muda a história de Big Mike. O jovem passa a morar na casa da família e acaba sofrendo preconceito das pessoas em volta. É um filme para chorar muito e terminar a sessão com a mão na consciência.

 

  • Que horas ela volta

Um nacional nessa lista não pode faltar, né? É para quebrar os preconceitos expostos na trama e o de muita gente contra o nosso cinema. Que horas ela volta é um filme lindo estrelado pela Regina Casé. Quando a jovem Jéssica sai do Nordeste para morar com a mãe, na casa dos patrões, a fim de fazer vestibular, ela tem dificuldades de entender a hierarquia da casa. É um filme bonito que expõe a nossa cultura de relação patrão-empregado de maneira a botar qualquer um para pensar.

 

  • A teoria de tudo

Um gênio com uma doença degenerativa. Um homem que tem um cérebro brilhante, mas um corpo que o trai. A teoria de tudo foi um dos filmes mais tocantes que eu já vi. A história real do físico Stephen Hawking coloca qualquer um para pensar sobre a própria vida. As limitações para ser quem você quer estão em você mesmo, cabe a você acatá-las ou seguir em frente do jeito que der.

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Séries incríveis para maratonar nas férias!

Existe época melhor para passar o dia inteiro na Netflix do que nas férias? É o momento em que temos tempo para fazer qualquer coisa. Inclusive botar as séries em dia e se jogar nas séries novas. Hoje eu trouxe para vocês séries incríveis e que são ótimas para sentar no sofá e fazer uma boa maratona. É só conferir a lista a seguir e escolher sua preferida.

 

Devious Maids

Cinco empregadas domésticas latinas trabalhando para os ricaços de Bervelly Hills. Quando uma delas morre e ninguém consegue desvendar o crime, uma nova empregada chega e acaba se entrosando no grupo. O que ninguém sabe é que o objetivo dela é investigar a estranha morte ocorrida no condomínio para salvar seu filho, condenado injustamente. É uma série muito divertida e mega rápida de assistir. São quatro temporadas (a quinta infelizmente foi cancelada). As personagens são cativantes e a história é muito boa. E, claro, o clima de verão tem tudo a ver com as férias!

 

The Fosters

Uma família enorme. Duas mães, um filho biológico, quatro adotados e muito amor. A história começa quando Lena decide levar para casa Callie, uma menina que acabou de sair do reformatório e ainda está no sistema de adoção do Estado. É algo temporário já que Lena e Stef já têm 3 filhos em casa. Mas Callie foge para salvar o irmão mais novo Jude de um lar adotivo onde ele é agredido. As duas mães adotivas acolhem Jude também e os dois acabam entrando na rotina da casa. É uma história incrível que fala sobre amor e família. Também tem 4 temporadas e é super gostosinho de assistir, a gente nem sente o tempo passar.

 

Dance Academy

Tara Webster tem o sonho de ser bailarina. A série começa quando a menina do interior finalmente consegue passar para a melhor escola de dança do país. Lá, ela faz amigos e percebe que fazer seu sonho virar realidade é bem mais difícil do que parece. A menina ultrapassa diversos obstáculos para conseguir se manter na Academia e dançar. A série tem três temporadas e é maravilhosa. Não se engane achando que é uma história bobinha no estilo água com açúcar. Dance Academy mexe com assuntos profundos e eu garanto que vai te emocionar.

 

Gossip Girl

Gossip Girl é clássica. Mas eu nunca tinha assistido antes de 2016. E que série incrível! A rotina de jovens milionários do Upper East Side em Nova York com muita confusão causada pelas fofocas do blog Gossip Girl. Pode parecer fútil, mas a série é maravilhosa. Se você já assistiu, sabe que vale a pena maratonar nessas férias. Se nunca assistiu, te desafio a terminar as 6 temporadas sem querer seu próprio Chuck Bass.

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

 

Você paga pela arte que consome?

wp-1476189581117.jpg“Vocês já viram aquela comédia romântica linda?”

“Eu queria ter visto, mas acho que já saiu de cartaz.”

“Ah, não tem problema! Já tem pra baixar na internet.”

“É que eu não baixo filme”

“Você não sabe? É fácil! Tem vários programas, e tem sites para ver online também”

“Não, é que eu não assisto filmes sem pagar por eles”

É nesse momento que recebo olhares claramente questionando de que planeta eu venho. É uma questão simples na minha cabeça, um princípio que respeito muito: eu pago pela arte que consumo. Seja ela cinema, teatro, literatura, música, ou qualquer outro tipo de manifestação cultural. Se há um custo para que eu possa usufruir dela, eu faço questão de não o driblar.

“Você paga para escutar música?” Sempre que é preciso.

“E se você quiser assistir a um filme que não está disponível na Netflix, ou outras redes pagas?” Eu não assisto. Ou compro o DVD.

“Mas e livro? Você adora ler, impossível nunca ter baixado um pdf. Livro é caro!” Só baixo o que é de Domínio Público. O resto eu compro, quando tenho dinheiro para isso.

Toda vez em que eu entro numa discussão sobre a importância de respeitar os direitos autorais da arte, acabo saindo como a anormal do grupo, ou “a maluca que tem dinheiro pra rasgar”. É engraçado como esse é uma visão completamente distorcida da realidade.

“Então, você acha que, se eu não tenho dinheiro para acessar uma arte eu não posso tentar outros meios de chegar até ela? ” Eu ouvi uma vez. Sinceramente? Se seus “outros meios” forem ilegais, eu realmente acho que você não pode. Existem diversas maneiras de chegar à arte sem precisar roubar. E, como roubo, leia de DVD pirata no Camelódromo às músicas que você baixa no 4shared.

Quando eu gosto de um artista eu quero que, mais do que sucesso, ele receba o merecido retorno por seu trabalho. Chegar à arte dele de maneira ilegal só contribui para seu fracasso. Não quer pagar pelo livro? Peça emprestado a um amigo, vá a uma biblioteca. Filmes? Eu acho que a Netflix tem um preço justo se considerarmos a quantidade de conteúdo disponível. E existem outras plataformas para isso também. Música? O Spotify custa 15 reais e dá direito a 5 contas. Se dividir com a família ou amigos, dá 3 reais para cada um, para ouvir quanta música você quiser. E o serviço gratuito também é bem funcional, se você ignora os anúncios.

Mas as pessoas acham que não precisam pagar por arte. Que é obrigação do artista disponibilizar seu conteúdo gratuitamente para quem “não tem dinheiro para gastar nisso”. O que todo mundo esquece é que o artista também precisa pagar as contas. Se você for à sorveteria e disser que gosta muito do sorvete deles, “mas não tem dinheiro para gastar nisso” o sorveteiro vai dizer “sinto muito”. Ele não vai te dar o sorvete de graça. Porque o mundo não é assim.

A gente precisa, sim, pagar pelo que consome. E a arte, diferente do que muitos pensam, não tem que ser gratuita. “Mas quando eu pago pelo filme eu estou enriquecendo a produtora, e não o artista”. E quando você não paga por ele, o artista não recebe nem o percentual que lhe é de direito.

Há quem diga que esse discurso exclui socialmente aqueles que “não têm dinheiro para gastar com isso”. Eu ainda acho uma conscientização importante para uma sociedade mal-acostumada. Assim como o sorveteiro, o artista não tem obrigação alguma de te dar de graça um produto que é fruto de muito trabalho.

Bruna Paiva

Gostou do vídeo? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

 

Vídeo Novo: DE QUEM É O OVOMALTINE?!

Depois de uma gigante polêmica e briga de marketing nas redes sociais, por conta do direito formal de usar a marca Ovomaltine, resolvi provar o querido milk-shake de Ovomaltine em três fast-foods: Bob’s, Burger King e McDonald’s. Fui em cada um e pedi a mesma coisa: “um milk-shake de Ovomaltine, por favor”. O que descobri é muito engraçado e prova que quem manda mesmo nisso tudo é o cliente…  As marcas estão brigando à toa!

Confira no vídeo também qual a minha impressão sobre cada um dos milk-shakes!

 

Gostou do vídeo? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Favoritos do mês: as coisas mais legais de Agosto!

Oi gente! No post de hoje eu trouxe tudo de mais legal que aconteceu ou que eu descobri em Agosto. São poucos itens, eu sei, mas isso é culpa das olímpiadas, já que a maior parte do meu mês foi dedicada a uma intensa imersão no espírito olímpico ahaha…

 

  • Olimpiadas

Acredito que esse item esteja entre os favoritos do mês de muuuita gente. Principalmente os cariocas. O que dizer sobre esse evento? Onde é que a gente coloca a saudade? Quem me acompanha nas redes sociais viu como eu curti as olimpíadas na minha cidade. Eu fazia snaps quase todos os dias comentando os jogos e mostrando tudo nos parques olímpicos. E, para nossa alegria, em Setembro tem Paralimpíadas e eu pretendo curtir muuuuito também!

 

  • Eu conheci o Bastian Baker!!!!!

 

img_20160810_235541.jpg

Uma das melhores coisas que aconteceu esse mês foi fruto das olimpíadas. O Rio de Janeiro está cheio de casas temáticas organizadas pelos países que vieram para os jogos. Uma das casas mais legais é a da Suíça, na Lagoa. Acho que já comentei aqui no blog sobre o Bastian Baker. Ele é o cantor mais famoso da suíça, pouco conhecido aqui no Brasil. Eu amo o trabalho do Bastian e fiquei louca quando soube que ele daria um show gratuito na casa da Suíça. Foi uma experiência incrível, um show maravilhoso e eu ainda pude bater um papo com ele no final!

 

img_20160828_110524.jpg

Quem não sente saudades dos Mamonas Assassinas? Eu nem sequer lembro deles vivos, mas morro de saudades. No fim do mês, assisti ao musical em homenagem a banda e amei. Os atores são incríveis e dá para sentir a energia dos Mamonas o tempo inteiro. O Ruy Brissac, que interpreta o vocalista da banda, é impressionantemente parecido com o Dinho. A temporada do Rio de Janeiro já acabou, mas agora eles vão entrar em turnê pelo Brasil. Se você tiver a oportunidade de assistir, VÁ!! Vale muito a pena.

 

  • Eu estive aqui – Gayle Forman

wp-1473340013374.jpg

Depois de muito tempo de uma ressaca literária enorme, terminei um livro que amei em agosto. Eu estive aqui da Gayle Forman é uma história pesada que fala sobre depressão, amizade e suicídio. Uma temática triste, mas que traz um enredo muito bonito. Confesso que achei o final meio brusco, mas vale muito a pena ler essa história.

 

  • Canal SmalAdvantages

No canal SmalAdvantages, ou Vantagenzinhas, o americano Gavin Roy, que fala português, dá dicas de inglês para brasileiros. É uma troca incrível de culturas, além de ele ser super paciente e dar dicas ótimas!

 

  • Canal Nuvem Literária

Eu já conhecia o canal da Ju Cirqueira pelo nome, mas nunca havia assistido a nenhum vídeo. Como não fui à Bienal desse ano, procurei pelos comentários do evento no youtube e acabei caindo no canal dela! Adorei e me inscrevi na hora…

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

O ESPÍRITO OLÍMPICO TOMOU CONTA DE MIM E VOLTEI PARA O YOUTUBE!

Oi, gente, tudo bom?

Estou de volta ao meu canal do Youtube e no vídeo de hoje eu falo sobre uma saudade: Olimpíadas! Como foi maravilhoso esse evento na minha cidade, gente! Eu curti MUITO e contei tudo pra vocês nesse vídeo. Teve muita torcida, ligeiros ataques do coração, visitas aos parques olímpicos e até encontro com cantor famoso! E agora vai começar tudo de novo com as Paralimpíadas! Confiram o vídeo e não se esqueçam de deixar o like e se inscrever no canal!

Um beijão e até o próximo vídeo!

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

10 filmes incríveis que se passam na escola!

A escola é uma fase pela qual todo mundo tem que passar. Quem não lembra (com carinho, ou não) dessa época? Já até falei sobre isso em um vídeo lá no canal, clique aqui para assistir. Diversos filmes, livros e séries são ambientados nesse cenário escolar para contar vários tipos de histórias. No post de hoje, trouxe para vocês 10 filmes incríveis que se passam na escola. A maioria deles está no Netflix!

1-      The Duff

Esse é um dos que eu vi mais recentemente, cheguei até a indicar num dos favoritos do mês. The Duff conta a história de uma menina que descobre ser a “amiga feia” do grupo. Ela resolve então pedir a ajuda de um amigo para se tornar mais popular. O filme é muito lindinho e é todo ambientado no ensino médio americano.

 

2-      Perfume de Mulher

Esse filme de 1992 é lindo demais. O drama conta a história de um ex militar, cego que quer realizar um sonho antes de morrer e um jovem estudante que tem problemas com um professor meio babaca. O filme não se passa inteiro na escola, mas a evolução do estudante durante a trama é incrível.

 

3-      Hoje eu quero voltar sozinho

Esse filme nacional é muito bonito e pouco conhecido. Eu descobri no Netflix, completamente sem querer. É a história de um menino cego que tem poucos amigos na escola e sofre bullying pela deficiência. O filme explora assuntos como amizade, amor, preconceito e homossexualidade. É um drama muito bonitinho.

 

4-      Clube dos cinco

Esse é um clássico do cinema e da sessão da tarde, e eu amo demais. Cinco alunos com personalidades completamente diferentes, estão na detenção e precisam cumprir horas de um tedioso castigo na escola. A evolução do relacionamento dos cinco é o melhor do filme. Eles começam o castigo se odiando, mas depois vão se conhecendo melhor. É um filme lindo sobre amizade e quebra de preconceitos…

 

5-      Vem dançar

Esse é um dos meus filmes preferidos da vida e acho que já falei sobre ele em alguma lista aqui no blog. Em Vem Dançar, o personagem de Antônio Bandeiras é um professor conceituado de dança de salão que resolve ensinar os alunos de uma escola pública. A diretora, desacreditada, dá para ele a turma em detenção, “os rejeitados da escola”. O que ele faz com aqueles alunos é incrível e uma das lições mais lindas que eu já vi.

 

6-      A mentira

Depois de uma pequenas mentiras para sua amiga, Olive acaba inventando que perdeu a virgindade com um cara da faculdade. A notícia acaba se espalhando e a menina ganha fama de fácil e vadia na escola. O sensacional é que ela resolve se apropriar daquela fama, mesmo sem ser ou fazer nada do que falavam. É uma comédia romântica que tem uma mensagem super legal e um final surpreendente.

 

7-      Sociedade dos poetas mortos

Numa escola super conservadora, em que os alunos não podem nem respirar fora da curva, um professor resolve ser diferente. O professor novo de literatura faz os alunos se interessarem mais pela disciplina e quererem mudar mundo em que vivem. O resultado e a mudança em cada aluno é incrível. Esse filme é lindo e emocionante demais.

 

8-      As melhores coisas o mundo

Esse filme é nacional, pouca gente conhece, mas eu assisti na estreia. Isso porque o elenco conta com meu adorado Fiuk. As Melhores Coisas do Mundo conta a história de Mano, um adolescente que além de enfrentar a separação dos pais, sofre bullying e quer aprender a tocar guitarra para impressionar uma garota. A trama também traz Pedro, irmão de mano que sofre de depressão e Carol, melhor amiga de Mano que se apaixona pelo professor. É um filme para te fazer rir, chorar e refletir ao mesmo tempo. Vale muito a pena.

 

9-      El club de los incompreendidos

Esse filme me lembra bastante o item 4 da lista (O clube dos cinco). A circunstância em que os jovens se conhecem é diferente, mas a evolução da relação entre eles é incrível. Um filme sobre amizade, amor, quebra de preconceitos. Ao mesmo tempo fofo e pesado.

 

10-  A Fera

O garoto mais popular da escola é um babaca que se acha no direito de tratar os outros da maneira que quiser. Após ser chamada de bruxa, uma aluna que realmente tem poderes sobrenaturais, joga um feitiço no colega de classe. O popular que sempre foi lindo vira uma criatura horrenda e precisa lidar com isso e quebrar a maldição. É um filme lindo que fala sobre preconceitos e superação.

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Favoritos do mês: as coisas mais legais de Julho

Oi, gente! Tudo bom?

Julho já acabou e com ele as férias de alguns. Já pra quem é do Rio, as férias estão só começando! No post de hoje eu trouxe minhas coisas favoritas desse mês. Tem canais no Youtube, músicas, videoclipes e mais! Confiram:

1-      Samanta Holtz fez um vídeo respondendo minha pergunta!

A Samanta é uma autora nacional que eu adoro. Perguntei pra ela o que era melhor: conciliar a carreira de escritora com outro trabalho ou me jogar somente no mundo literário. Ela fez um vídeo incrível respondendo minha pergunta e falando sobre como ela encara esse dilema. Vale a pena assistir!

 

2-      Show do Luan no Metropolitan20160722_235355.jpg

 

Depois de dois anos na vontade, desde que comecei a admirar e acompanhar mais o Luan Santana, eu finalmente consegui ir a um show! Quando soube do show no Metropolitan, pensei “nesse eu vou de qualquer jeito”. E eu estava lá! Foi incrível. O show foi maravilhoso, ele é maravilhoso, aquela energia foi sensacional. Quem me acompanha nas redes sociais (principalmente Snapchat) percebeu o quanto eu curti o show. Já quero mais!

 

3-      Mundo Paralelo

Na primeira vez que assisti a um vídeo do Klebio Damas, não gostei muito. Mas em julho eu dei uma segunda chance e adivinha quem assistiu a quase todos os vídeos do canal? Ele é muito divertido e eu não perco mais nenhum vídeo…

 

4-      Rafinha Bastos- 8 minutos com Fiuk

Eu adoro o quadro 8 minutos no canal do Rafinha Bastos. E sou, há anos, mega fã do cantor e ator Fiuk. Então vocês imaginam minha reação quando soube que ia rolar o 8 minutos com meu ídolo, né? O melhor de tudo é que a entrevista ficou muito boa e, pelos comentários, quebrou o preconceito de muita gente com o Fiuk. Assistam porque está incrível.

 

5-      Ana Maria Brogui

Não sei se já contei aqui no blog, mas eu adoro cozinhar. Em julho descobri o canal do Caio Novaes: o Ana Maria Brogui. Ele faz receitas incríveis e ainda ensina a fazer receitas de marcas famosas como milk-shake do Bobs, Yakult, Cheddar Mcmelt do MC Donalds e até o bolo gordo do ICarly!

 

6-      TriGo – Medley Enrolados

O Canal TriGo, que faz mashups incríveis com as mais diversas músicas, lançou um medley com as canções do filme Enrolados, da Disney. Eu adoro esse filme e sei as musiquinhas de cor e salteado. O vídeo ficou lindo!

 

7-      Fiuk com Christian Figueiredo e Celso Portioli

Esse mês, o Fiuk postou dois vídeos que eu amei em sou canal. O primeiro foi um trote com o Christian Figueiredo. Ficou muito engraçado ainda mais pelas pessoas que receberam o trote: Cléo Pires, a irmã do Fiuk; e o PeLu da Restart (S2). O segundo vídeo é um bate-papo com o Celso Portioli. Ficou muito divertido também. Confiram e se inscrevam no canal! Já somos quase 90 mil!

 

8-      Clipe feminista de Wannabe

Esse mês lançaram um clipe de Wannabe mega feminista e incrível. No vídeo, várias mulheres cantando mostram o que é que a gente “really, really want”. O clipe é em inglês, mas vale muito a pena ser assistido.

 

9-       Idosos reagindo no Canal Janela da Rua

Descobri esse canal e me apaixonei. No Janela da Rua, pessoas reagem aos vídeos, cantores, Youtubers e personalidades que fazem sucesso na internet. O quadro mais incrível é o Idosos Reagem. É muito legal, principalmente pra quebrar aquele paradigma de que a idade impede a gente de gostar das coisas.

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE