Meu nome é Valente

valenteMuito prazer meu nome é Valente, sempre estou certo e ai de quem discorde de mim. Meu nome é Valente e sou o centro do universo. Todos amam o que falo e faço e é evidente que não podia ser diferente. Meu nome é Valente e comigo só andam aqueles que me aplaudem. Meu nome é Valente e comigo os mais fracos não têm vez. Aquele que a mim se opõe é otário, idiota e errado.

Meu nome é Valente e não dou a mínima para os estudos. Pra mim, respeito é coisa que só eu mesmo mereço. Meu nome é Valente e tenho sempre uma resposta, não me importa se ela ferirá quem a escuta. Aquele que tenta me educar é alvo do meu deboche. Meu nome é Valente e sou muito engraçado. Afinal não sou só eu quem digo… Meu nome é Valente e o que eu quero é curtir, não me interessa se estou prejudicando alguém, eu só penso em mim mesmo.

Meu nome é Valente mas na verdade sou covarde, egoísta e fraco. Meu nome é Valente mas no fundo sou inseguro. Tenho medo de rejeição e vivo em cima de um muro. Meu nome é Valente mas nem sempre sou valente. Se longe das minhas pequenas marionetes, Valente não consigo ser.

Meu nome é Valente, é o que sempre digo, mas de verdade, quem sou eu quando não sou Valente?

Bruna Paiva

Anúncios

Fui Hackeada, mas sobrevivi!

Não sei se você me conhece, se acha que me conhece, se já  me acompanhou. Mas se tentou acessar meu blog nos últimos dias, certamente não conseguiu. Tentaram me tirar do ar, mas isso quem decide sou eu…

Logo

No final de 2012, ativei um blog que tinha mas nunca fora usado.  Comecei a usá-lo diariamente e me divertia com aquilo. Eu amo escrever. Ele se chamava Adolescentes Demais (no plural).

 Ao longo do ano, eu atualizei o blog com a maior freqüência possível. Escrevia sobre tudo, aquilo que gostava, que não me agradava, o que eu simplesmente achava injusto, o que eu sentia…  Algumas pessoas me diziam que gostavam de ler o que eu escrevia, e isso me fazia amar ainda mais o que estava fazendo.

Na noite de quinta-feira do dia 12 de dezembro de 2013, quando entrei no administrador do blog para escrever um post novo, fui pega de surpresa por uma mensagem que dizia: “Não há nenhuma postagem”. Entrei em pânico na hora, comecei a procurar o blog por todos os computadores e celulares de casa, e nada. Liguei para meu pai no trabalho e pedi que ele acessasse por lá e tivemos a mesma resposta. Foi quando percebi que tinha sido hackeada.

O hacker apagou todas as minhas postagens, meus textos, alguns pelos quais tinha um carinho absurdo. E com isso conseguiu me atingir em cheio, já que eu, ingênua, nunca havia feito um backup do que escrevia. Felizmente, meu tio, que trabalha com computação, conseguiu me ajudar e recuperou alguns dos textos mais importantes, porém outros se perderam por completo.

Além de apagar as postagens, o hacker teve a preocupação de também roubar meu endereço. Perdi o acesso ao administrador da página. Passei o fim de semana bastante mal. Chorava à toa e ligava pro meu tio de hora em hora pra saber se ele tinha recuperado mais alguma coisa. Pra pessoa que fez, pode ter sido só uma brincadeira de mau gosto ou uma vingança por qualquer mágoa, sei lá, mas ao meu ver, soou como maldade.  E, o que é terrível,  eu tenho que assumir, uma maldade que me atingiu com toda força, me pegou desprevenida e cumpriu seu objetivo.

Mas em momento nenhum eu pensei em parar de escrever. Não teve um segundo em que pensasse em desistir. Muito pelo contrário,  só me deu mais coragem para prosseguir. Me motivou mais a refazer meu blog, tomando agora os devidos cuidados para que este apenas me pertença.

Nos quinze dias em que tive que ficar fora do ar, aproveitei para reformular tudo, do visual à URL. Mas a essência é a mesma. Vou postar sobre tudo o que me interessa, sobre aquilo que me agrada ou não e continuar fazendo uma das coisas que mais amo que é escrever.

Meu nome é Bruna Paiva e este é o Adolescente Demais.

Sejam bem -vindos.