Favoritos do mês: as coisas mais legais de Julho

Oi, gente! Tudo bom?

Julho já acabou e com ele as férias de alguns. Já pra quem é do Rio, as férias estão só começando! No post de hoje eu trouxe minhas coisas favoritas desse mês. Tem canais no Youtube, músicas, videoclipes e mais! Confiram:

1-      Samanta Holtz fez um vídeo respondendo minha pergunta!

A Samanta é uma autora nacional que eu adoro. Perguntei pra ela o que era melhor: conciliar a carreira de escritora com outro trabalho ou me jogar somente no mundo literário. Ela fez um vídeo incrível respondendo minha pergunta e falando sobre como ela encara esse dilema. Vale a pena assistir!

 

2-      Show do Luan no Metropolitan20160722_235355.jpg

 

Depois de dois anos na vontade, desde que comecei a admirar e acompanhar mais o Luan Santana, eu finalmente consegui ir a um show! Quando soube do show no Metropolitan, pensei “nesse eu vou de qualquer jeito”. E eu estava lá! Foi incrível. O show foi maravilhoso, ele é maravilhoso, aquela energia foi sensacional. Quem me acompanha nas redes sociais (principalmente Snapchat) percebeu o quanto eu curti o show. Já quero mais!

 

3-      Mundo Paralelo

Na primeira vez que assisti a um vídeo do Klebio Damas, não gostei muito. Mas em julho eu dei uma segunda chance e adivinha quem assistiu a quase todos os vídeos do canal? Ele é muito divertido e eu não perco mais nenhum vídeo…

 

4-      Rafinha Bastos- 8 minutos com Fiuk

Eu adoro o quadro 8 minutos no canal do Rafinha Bastos. E sou, há anos, mega fã do cantor e ator Fiuk. Então vocês imaginam minha reação quando soube que ia rolar o 8 minutos com meu ídolo, né? O melhor de tudo é que a entrevista ficou muito boa e, pelos comentários, quebrou o preconceito de muita gente com o Fiuk. Assistam porque está incrível.

 

5-      Ana Maria Brogui

Não sei se já contei aqui no blog, mas eu adoro cozinhar. Em julho descobri o canal do Caio Novaes: o Ana Maria Brogui. Ele faz receitas incríveis e ainda ensina a fazer receitas de marcas famosas como milk-shake do Bobs, Yakult, Cheddar Mcmelt do MC Donalds e até o bolo gordo do ICarly!

 

6-      TriGo – Medley Enrolados

O Canal TriGo, que faz mashups incríveis com as mais diversas músicas, lançou um medley com as canções do filme Enrolados, da Disney. Eu adoro esse filme e sei as musiquinhas de cor e salteado. O vídeo ficou lindo!

 

7-      Fiuk com Christian Figueiredo e Celso Portioli

Esse mês, o Fiuk postou dois vídeos que eu amei em sou canal. O primeiro foi um trote com o Christian Figueiredo. Ficou muito engraçado ainda mais pelas pessoas que receberam o trote: Cléo Pires, a irmã do Fiuk; e o PeLu da Restart (S2). O segundo vídeo é um bate-papo com o Celso Portioli. Ficou muito divertido também. Confiram e se inscrevam no canal! Já somos quase 90 mil!

 

8-      Clipe feminista de Wannabe

Esse mês lançaram um clipe de Wannabe mega feminista e incrível. No vídeo, várias mulheres cantando mostram o que é que a gente “really, really want”. O clipe é em inglês, mas vale muito a pena ser assistido.

 

9-       Idosos reagindo no Canal Janela da Rua

Descobri esse canal e me apaixonei. No Janela da Rua, pessoas reagem aos vídeos, cantores, Youtubers e personalidades que fazem sucesso na internet. O quadro mais incrível é o Idosos Reagem. É muito legal, principalmente pra quebrar aquele paradigma de que a idade impede a gente de gostar das coisas.

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

Anúncios

Você também vai querer ser Beth Levitt

wp-1455973510701.jpgSabe aquela história de “não julgue o livro pela capa”? Não funciona comigo. Confesso, sou influenciada, e muito, pela capa antes de comprar um livro que não conheço. Em qualquer produto, se a embalagem é bonita, é fato que atrai mais atenção. Foi assim que cheguei a Quero Ser Beth Levitt. Um livro que tem uma bailarina na capa simplesmente precisava fazer parte da minha coleção.

Amelie Wood perdeu os pais bem novinha. Desde os doze anos vive em um orfanato de meninas. As mudanças em sua vida começam quando ela completa 18 anos e é obrigada a deixar o abrigo. Seu único bem até então era um exemplar do livro preferido de sua mãe, que acabou tornando-se seu. Uma sequência de loucas coincidências acaba levando Amie para um destino que ela nunca imaginou.

Admito que, no início, me decepcionei. E se você pegar o livro com a mesma expectativa que eu, vai se decepcionar também. Comprei esperando que fosse sobre ballet e que o tema principal fosse a dança. Não é.

A história tem pouco de dança. E algumas passagens são de deixar qualquer bailarina louca. Como quando Amie diz que sua roupa de ballet era uma calça legging, blusa baby-look verde-clara e os cabelos presos em um rabo de cavalo. Ainda assim, eu deixei passar e continuei a leitura. Não podia ter feito escolha melhor…

Amie acaba parando no universo cinematográfico. O leitor acompanha todo o processo de gravação de um filme e acaba se envolvendo com a história.

Não quero dar muito spoiler na resenha porque o que mais gostei nesse livro foi não fazer ideia do que viria pela frente. Há uma sequência de acontecimentos que tiram o fôlego. E, cada surpresa, tem um gostinho especial.

Apesar de uma inicial decepção, a história, que foi parar no mundo do cinema, me cativou e me apaixonei pelos personagens.  Dava vontade de ir lá abraçar a Amie em algumas partes do livro. E, meu Deus, o que é Chris Martins? Quero para mim!

É o tipo de livro em que você se apega ao personagem, torce, se emociona e sofre junto com ele. No final era eu quem queria ser Amelie Wood. A autora, Samantha Holtz, tem uma escrita incrível, que, mesmo com um calhamaço de 543 páginas, não te deixa parar a leitura. A cada página, você sente vontade de ler mais cinco. A história é envolvente, bem roteirizada e a narrativa muito gostosa de ler. Fiquei morrendo de vontade de conhecer outras obras de Samantha.

Quero ser Beth Levitt definitivamente não é um livro sobre dança. Mas com certeza vai te encantar a cada linha.

Bruna Paiva

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchat