Séries incríveis para maratonar nas férias!

Existe época melhor para passar o dia inteiro na Netflix do que nas férias? É o momento em que temos tempo para fazer qualquer coisa. Inclusive botar as séries em dia e se jogar nas séries novas. Hoje eu trouxe para vocês séries incríveis e que são ótimas para sentar no sofá e fazer uma boa maratona. É só conferir a lista a seguir e escolher sua preferida.

 

Devious Maids

Cinco empregadas domésticas latinas trabalhando para os ricaços de Bervelly Hills. Quando uma delas morre e ninguém consegue desvendar o crime, uma nova empregada chega e acaba se entrosando no grupo. O que ninguém sabe é que o objetivo dela é investigar a estranha morte ocorrida no condomínio para salvar seu filho, condenado injustamente. É uma série muito divertida e mega rápida de assistir. São quatro temporadas (a quinta infelizmente foi cancelada). As personagens são cativantes e a história é muito boa. E, claro, o clima de verão tem tudo a ver com as férias!

 

The Fosters

Uma família enorme. Duas mães, um filho biológico, quatro adotados e muito amor. A história começa quando Lena decide levar para casa Callie, uma menina que acabou de sair do reformatório e ainda está no sistema de adoção do Estado. É algo temporário já que Lena e Stef já têm 3 filhos em casa. Mas Callie foge para salvar o irmão mais novo Jude de um lar adotivo onde ele é agredido. As duas mães adotivas acolhem Jude também e os dois acabam entrando na rotina da casa. É uma história incrível que fala sobre amor e família. Também tem 4 temporadas e é super gostosinho de assistir, a gente nem sente o tempo passar.

 

Dance Academy

Tara Webster tem o sonho de ser bailarina. A série começa quando a menina do interior finalmente consegue passar para a melhor escola de dança do país. Lá, ela faz amigos e percebe que fazer seu sonho virar realidade é bem mais difícil do que parece. A menina ultrapassa diversos obstáculos para conseguir se manter na Academia e dançar. A série tem três temporadas e é maravilhosa. Não se engane achando que é uma história bobinha no estilo água com açúcar. Dance Academy mexe com assuntos profundos e eu garanto que vai te emocionar.

 

Gossip Girl

Gossip Girl é clássica. Mas eu nunca tinha assistido antes de 2016. E que série incrível! A rotina de jovens milionários do Upper East Side em Nova York com muita confusão causada pelas fofocas do blog Gossip Girl. Pode parecer fútil, mas a série é maravilhosa. Se você já assistiu, sabe que vale a pena maratonar nessas férias. Se nunca assistiu, te desafio a terminar as 6 temporadas sem querer seu próprio Chuck Bass.

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de me seguir nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog e @BrunaPaivaC no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog e @BrunaPaivaC no Instagram

Acompanhe BrunaPaivaC no Snapchatwp-1465389060779.png

CLIQUE AQUI PARA VISITAR O ADOLESCENTE DEMAIS NO YOUTUBE

 

Ele não existe de verdade

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Pode parecer doentio e solitário. Quem nunca o foi? Sei que é estranho para quem olha de fora. E que nunca vou deixar de ouvir “mas ele nem sequer existe de verdade”. Esse é um daqueles sentimentos que só entende quem já teve. É preciso passar pela experiência de se apegar a um personagem para compreender.

Quando você começa um livro, série, filme, ou qualquer outro tipo de estória, não tem ideia do que te espera. Algumas são boas outras não. E tem aquelas que te conquistam por quem faz parte dela.  Nessas, devagar, sem que você perceba de cara, os personagens passam a fazer parte da sua vida.

Você ama estar com eles, torcer, ouvir o que eles têm para contar. Sempre há aquele por quem você daria tudo para que saísse do plano da ficção e pudesse ser seu amigo. De certa forma, é isso que eles se tornam. Amigos por quem você zela e tem um carinho especial. Com quem você gosta de estar e quer por perto a todo o momento.

Não tem essa de “ele nem sequer existe de verdade”. Naquela estória ele é mais do que real. E, mesmo que do outro lado da tela, ou da página, faz parte da sua vida. Confia em você para contar como se sente e está sempre lá quando você precisa esquecer seus problemas.

Sempre me apeguei a personagens e estórias. E, confesso, por vezes, prefiro eles à “vida real”.  Acontece que, aquelas pessoas por quem você desenvolveu um carinho enorme, com quem você aprendeu a conviver e que você ama ter por perto, elas já têm seus destinos traçados. O máximo que você pode fazer é ser mero espectador.

Quando um personagem querido morre, acredite, dói como perder um amigo próximo. Alguém que você amava e que agora se foi. Você sofre, chora e o luto é tão real quanto qualquer outro. A diferença é que ninguém respeita, afinal, era só um personagem. Mas você sabe o quanto aquele “só um personagem” vai fazer falta. Você não tem a oportunidade de dizer adeus para aquele amigo a quem acompanhou até o fim. A dor é grande porque a única coisa a fazer é aceitar o ocorrido e continuar a estória ainda com lágrimas nos olhos.

Se você nunca passou por isso, pode estar achando tudo uma grande baboseira. Mas experimente conhecer alguém como Sammy, Fred, Alasca, Sirius, Finnick, Dora, Krystal, Lexie, George, Lupin, Mark, Dobby e tantos outros. Existem milhares de personagens que te darão angustia e de deixarão de ressaca literária, depressão-pós-fim, chame como quiser.

Dê uma chance de se jogar de cabeça numa estória que te cative. Apaixone-se, identifique-se. Depois, volte aqui e releia esse texto. Te garanto que você vai entender o sentimento que me fez ir dormir chorando e acordar ainda para baixo, precisando botar para fora a angústia de dentro do peito.

Bruna Paiva

 

Gostou do post? Então, comente, compartilhe e não se esqueça de seguir o blog nas redes sociais!

Siga @ADemaisblog  no Twitter

Curta a fanpage do Adolescente Demais no Facebook

Siga @ademaisblog no Instagram

10 séries que marcaram a minha infância!

Hoje é dia das crianças e quem não tem saudades dessa fase? Nesse 12 de outubro resolvi relembrar com vocês as séries que mais marcaram a minha infância. Aquelas que a gente não perdia um capítulo, sabe? Tenho certeza de que quem foi criança junto comigo também assistia a alguma dessas e deve morrer de saudades. Como recordar é viver, aí estão:

  • Teletubies 

Acho que todo mundo que nasceu na década de 90 assistiu Teletubies incansavelmente quando pequeno. Eu fazia minha mãe gravar os episódios para que eu assistisse milhares de vezes seguidas. Odiava a “hora de dar tchau” e até hoje me pego cantando a musiquinha de abertura…

  • Sítio do Pica-Pau Amarelo   

Acho que essa foi uma das fases mais legais da minha infância. Quando a Emília era interpretada pela Isabelle Drummond e eu queria porque queria ser a Narizinho. Lembro de alguns episódios até hoje. Eu chegava da escola e já corria para assistir ao Sítio. Não podia perder um minuto. Acho um crime terem acabado com a série. Nunca li o livro que deu origem ao seriado, mas é um dos que eu sou louca para ter na minha estante… Volta e meia ainda assisto às reprises no canal Viva.

 

  • Carinha de Anjo 

Essa novela era meu xodó. Eu amava a Dulce Maria e assistia todo santo dia. De noite, ai de quem não me deixasse colocar a TV no SBT. Até hoje guardo com carinho a boneca inspirada na personagem, que ganhei justamente em um 12 de outubro.

 

  • O clube das Winx   

    “Winx, quando damos nossas mãos nos tornamos poderosas porque juntas somos in-vem-cí-veis” Sim, eu lembro a música, eu canto a música e eu ainda quero ser a Bloom e a Stela. O clube das Winx passava todo santo dia às três da tarde no Cartoon Network. E bom, acho que já deu para notar que eu estava sempre em frente à TV.  Aliás, a série está no Netflix e, sim, eu ainda assisto.

 

  • Alegrifes e Rabujos

Quando eu descobri que o Netflix tinha Alegrifes e Rabujos eu quase surtei. Assisti ao primeiro capítulo e chorei. Primeiro porque eu achei meio bobinho e acabei ferindo um pouco a magia daquela época. Depois por nostalgia. Eu AMAVA essa série. Passava no SBT e eu não perdia um episódio. Não tenho coragem de doar a boneca da Sofia, que eu guardo no fundo do baú… Completei o álbum de figurinhas e era apaixonada pelo Alcachofra. E a abertura era VIDA! “A-legrifes e Rabujos, A-legrifes e Rabujos…”

 

  • Kennan e Kell 

“Quem ama refrigerante de laranja?”

“O Kell ama refrigerante de laranja”

“Ama mesmo?”

“Uhum, eu amo, eu amo, eu amo, eu amo “

E quem não amava esses dois? Até hoje quando passa no Nick at Night eu paro para assistir!

 

  • Floribella  

Quem não se apaixonou por Flor e companhia? Eu simplesmente amava. Sabia todas as coreografias e até hoje sei cantar a maioria das músicas. Fiz minha mãe comprar o bamba da sorte e me achava com aquele tênis todo colorido. Lembro de uma vez que meus pais tentaram me levar ao show na Barra, mas quando chegamos os ingressos estavam esgotados. Chorei pra caramba naquele dia. Recentemente, o Netflix disponibilizou Floribella. Assim que tiver um tempinho, quero tirar um dia para assistir e matar as saudades dessa época…

 

 

  • Rebelde 

Eu queria ser Roberta Rey e era completamente apaixonada por Diego Bustamante. Rebelde foi uma das melhores séries que eu assisti quando pequena. Eu amava e sonhava em estudar no Elite Way. Voltei a assistir Rebelde no Netflix e a magia foi a mesma, a série é incrível! Um dos traumas da minha infância é nunca ter ido a um show do RBD no Brasil. Mesmo assim, tenho os DVDs e ainda canto e danço na frente da TV como quando tinha 8 anos.

 

  • Drake & Josh 

Diferente de muita gente da minha idade, eu não assistia muito à Disney quando pequena. Gostava mais da Nickelodeon. Drake e Josh foi uma das que eu mais assisti. Amava os episódios da vida dos irmãos e as travessuras da caçula Megan. Eu via junto com meu irmão e a gente se identificava com as brigas dos irmãos da TV. Até hoje quando passa eu paro para assistir.

 

  • Zoey 101 

Por último, mas não menos importante. Zoey 101. Essa série, junto com Rebelde, me fez sonhar em estudar num colégio interno. Queria ser como a Zoey. A vida no Pacific Coast Academy parecia perfeita e eu era louca para fazer parte da turma de Zoey, Dana, Chase, Michael e Nicolle.